Goleiro ex-América-MG estreia pelo CD Fátima SAD, de Portugal

Gustavo Moreira, atualmente goleiro do Centro Desportivo de Fátima, ou apenas CD Fátima SAD, é um goleiro brasileiro que ganha a vida em Portugal. O atleta jogou no América-MG e também no Goiás, em sua curta passagem pelo futebol brasileiro. Numa entrevista com o jogador, ele conta a história de bons momentos no clube mineiro e fala sobre a estreia em jogo oficial, contra o ARC Oleiros.

América Mineiro (2010-2016)

Foto: arquivo pessoal do jogador

Perguntado sobre recordações no Coelho, clube em que jogou desde os dez anos de idade, Gustavo fala sobre conquistas e momentos decisivos, nos quais sua participação foi fundamental para o progresso do clube em campeonatos da categoria:

“Tenho muitas recordações boas no América-MG, principalmente os títulos, que são sempre muito importantes. Um deles, no meu primeiro campeonato, quando cheguei no clube, sendo decisivo nos mata-a-matas, fazendo defesas nos pênaltis, assim sendo campeão e melhor goleiro do campeonato. Além disso, fui campeão duas vezes ao longo dos anos no campeonato que na época era considerado o campeonato mineiro da categoria.” – disse

Gustavo lembra de título em 2014, que foi conquistado em uma categoria superior a idade que ele estava. Na base, disputar campeonatos em categorias superiores significa talento acima da média para idade e isso só mostra o valor que ele tinha à época. A Copa Dadazinho, aliás, era de grande relevância e ele lembra disso com muito carinho:

“Uma das minhas maiores recordações no clube foi em 2014, quando fui eleito o melhor goleiro da copa Dadazinho, um campeonato que jogamos contra equipes um ano acima da minha idade. Esse campeonato era considerado o mais importante da categoria no estado de Minas Gerais. Desde quando cheguei no clube, eu sempre subi de categoria e assim trabalhando sempre com jogadores acima da minha idade.”

Além disso, a passagem pelo América-MG ainda rendeu oportunidades: Gustavo disputou campeonatos importantes do Brasil na época, como Copa do Brasil e Taça BH. Ele foi convocado para a seleção mineira, em que disputou campeonatos na Itália, França e Espanha. Na Espanha, inclusive, a relevantíssima Valencia Cup:

“Ainda tenho muitas recordações boas, pois foram seis anos de um clube, onde foi a maior parte da minha formação.”

Goiás (2017)

(Foto: arquivo pessoal do jogador)

No Goiás, uma curta passagem, mas que também serviu muito. Antes de partir para Portugal, Gustavo diz que o clube goiano o ‘levantou novamente no futebol’, pois foi um clube em que conseguiu evoluir como jogador:

“No Goiás, as boas recordações ficam por ser o clube que me levantou novamente no futebol, pois foi onde convivi com um grupo fantástico. Foi lá que eu consegui evoluir ainda mais, com ajuda de toda comissão técnica e direção do clube […]”

Gustavo finaliza falando que o clube foi fundamental não só na formação como jogador, mas também em sua vida:

“Dessa forma, disputei novamente a Taça BH, principal campeonato da categoria no Brasil todo. Foi um clube fundamental no momento da minha carreira e da minha vida.”

Carreira em Portugal e estreia pelo CD Fátima SAD

Em 2018, Gustavo foi para Portugal. Lá, o seu primeiro time foi o Casa de Cultura de Corval, onde disputou duas temporadas e se destacou no clube distrital de Évora. No começo, foi difícil a adaptação por conta de ser um país novo, cultura futebolística diferente, entre outras coisas. Com destaque nas duas temporadas, ele chamou atenção e foi contratado pelo CD Fátima SAD, clube atual.

Jogo contra o ARC Oleiros

Gustavo durante treinamento. (Foto: divulgação/CD Fátima)

Neste domingo, às 15:00, horário local, Gustavo entra em campo pela primeira vez no novo clube. Em partida válida pela pela 1ª fase da Taça de Portugal. O goleiro do Fátima falou sobre a sua expectativa do jogo, já que será sua primeira partida após a pausa da pandemia de Covid-19:

“Temos boas expectativas que possamos fazer um grande jogo, e colocar em prática tudo que trabalhamos durante a semana. E que, claro, possamos sair vitoriosos e avançar na competição.”

Imagem destacada: divulgação/ CD Fátima

Resta1