Galo (não) viaja e perde no Equador

 

Um pesadelo!

 

O Atlético na noite de ontem não passou de um pesadelo. Parece que não viajou, que ficou em Belo Horizonte, e talvez assim teria sido melhor!

 

Uma sequência de erros provocou a queda do Atlético ontem, ao perder por 3 x 2 para o Independiente Del Valle do Equador, que passo a enumerar abaixo:

 

  • Escalação: O técnico Diego Aguirre, já começou errando em escalar mal o time, explico o porque: Gramado ruim, irregular, com barro e pesado pelas chuvas – Aguirre subestimou o Del Valle e escalou o time para frente, usando o atacante Luan, que estava voltando de lesão e não estava 100%, e não estava mesmo! No primeiro tempo, Luan não produziu nada. Na minha opinião, deveria ter entrado com 3 volantes, Carioca, Urso e Donizete, compensando assim o campo ruim e gerando uma maior marcação no setor de meio campo, setor este que o Atlético não ganhou uma bola no primeiro tempo. Talvez, se tivéssemos começado com 3 volantes e Luan no banco, teríamos segurado o ímpeto inicial do time do Del Valle, e para mudar o jogo, Luan era uma boa opção para surpreender o time equatoriano no segundo tempo;
img_4313
Situação do gramado. Foto: Guto Rabelo
  • Banco: Não havia nenhuma opção para o ataque no banco, daí me pergunto o motivo na qual o Pablo não estava relacionado? (A assessoria do clube informou que Pablo não viajou por sentir uma indisposição) – Cá para nós, meros mortais, vovó já dizia: “Indisposição é sonrisal, um arroto e bora pegar o busão prá trabalhar!”
635956020069082598_gwo1K0a
Foto: José Jácome
  • Time: Como eu disse no título do texto, o Atlético não viajou, portanto, ninguém jogou! Sim… o time todo!

 

  • Falhas: Falhas determinantes de cobertura do Marcos Rocha, de defesa do Uilson, de botes errados do Erazo e de displicência do Rafael Carioca. A sequência dos erros, junto com a escalação e as substituições do técnico Aguirre, fez o resultado de ontem;
26010637180_4076fc35f1_o_qeuVAxs
Erazo. Foto: Bruno Cantini
  • Substituições: Aqui complica a coisa……… Falta de opções no banco e substituições completamente inesperadas…. que confusão!! Ninguém jogava bem, o ideal é que substituísse o Galo por outro time naquela noite, mas como não tinha jeito, Aguirre tentou, e será que tentou certo? Não sou técnico de futebol, mas na minha opinião, deveria ter deixado Cazares em campo (apesar de também estar jogando mal) e tirado Robinho para a entrada de Donizete. Isto pelo simples fato de termos alguém para distribuir as bolas em campo, mas não, Cazares saiu, ninguém foi para o meio, ninguém para as pontas, ninguém na defesa. Depois virou quadrilha de festa junina, uma bagunça só, com Jr. Urso de atacante, Rocha sem posição definida, Carlos Cesar improvisado… meu Deus… que noite!

Resumindo, muitos culpam o goleiro Uilson, que falhou, é claro! Mas, falharam todos os outros! TODOS! Inclusive o técnico que não entrou em campo!

Mas isso não me tira a confiança no grupo e muito menos em Diego Aguirre. Foi uma noite infeliz, já vimos isso antes mesmo quando o Galo foi campeão em 2013! Quem não se lembra daquele jogo contra o Tijuana?? Não, não estou me referindo à defesa histórica de nosso Santo Victor, estou me referindo ao jogo em si, onde tivemos uma noite tenebrosa, cheia de erros em campo e que nada deu certo, até um pé esquerdo mudar o rumo da história.

Então, continuamos bem na Libertadores, líder do grupo e com a faca e o queijo na mão para classificarmos em primeiro lugar, dependendo somente de nós mesmos para isso! Assim, acho exagero qualquer brado que venha a desqualificar o grupo ou nosso técnico! Vamos com calma, jogo a jogo que chegaremos lá!

 

Prá cima deles Galo!!!!!!!!

 

Por Leo Koscky

Siga-me no Twitter: @leokoscky

Os jogadores que podem sair do São Paulo de graça As notas dos jogadores do Bahia no empate diante do Grêmio É do Galo! Números de Pavón, em 2020-2021 Os 10 melhores jogadores do PSG no FIFA 12