R7 comanda goleada em Juiz de Fora

Foto:Lucas Pratto/Atlético

Em jogo preparatório para o Clássico,Atlético não decepciona e tem uma grande vitória em cima do Tupi em Juiz de fora.Não foi difícil para o Galo da Capital vencer o Galo Carijó,em um placar largo por 3 a 0 no Estádio Radialista Mário Helênio, em Juiz de Fora.

O JOGO 

Parece que finalmente Diego Aguirre acertou a mão no elenco Atleticano .Uma característica do Galo em 2016 é o seu ataque veloz,e isso vem matando o seu adversário.

O Atlético começou o jogo em cima do Tupi com muita velocidade, mas sem incomodar muito com o Galo Carijó, que se preocupava em se defender. A grande arma Atleticana no começo do jogo foram os lançamentos por cima da defesa.

Caixa…Caixa…Caixa

Aos 15 minutos, Cazares deu lindo lançamento de perna esquerda, Lucas Pratto que dominou no peito, ajeitou o corpo e finalizou na saída de Glaysson para abrir o placar: 0 a 1.

O Atlético queria mais.Partia pra cima em busca do segundo gol e teve boas chances com Pratto e Clayton, mas aos poucos a equipe da casa equilibrou as ações, assustando o goleiro Giovanni. O primeiro foi Vinícius Kiss, que finalizou com perigo. Depois, Willian Kolowski finalizou e o arqueiro atleticano fez grande defesa. No fim do primeiro tempo, o Tupi partiu com tudo em busca do empate e se expôs ao contra-ataque atleticano, que não aconteceu com eficiência.

Bruno Cantini/Atletico
Bruno Cantini/Atletico

SEGUNDO TEMPO

O Atlético voltou para o segundo com alterações na equipe.Diego Aguirre promoveu a saída de Cazares para a entrada de Robinho.O Tupí deu alguns sustos no Atlético assim conseguindo equilibrar a partida.Vinícius Kiss arrancou pelo meio, deixou Tiago para trás e finalizou para grande defesa do goleiro atleticano. Acuado, o Atlético passou a sair para o ataque e quase chegou ao gol em cabeçada de Tiago, mas Glaysson fez grande defesa.

Levou a pior

Em uma dividida om Vinícius Kiss, Giovanni levou uma pancada e teve que ser substituído por Uilson. O jogo ficou parado por 5 minutos.

“Pedalou,Balançou,o Robinho é do Galo”

robinho
Foto:Robinho/Atlético

 

Assim que o jogo recomeçou aos 36 minutos Carlos César aproveitou o desligamento da defesa do Tupi e fez lindo lançamento para Robinho. O camisa 7 dominou livre, passou pelo goleiro Glaysson e ampliou: 0 a 2

Artilheiro do Campeonato Mineiro 2016 

Foto:Robinho/Atlético
Foto:Robinho/Atlético

No final da partida o cheque mate veio dos pés de R7. Robinho está longe de sua forma física ideal,mas a qualidade falou mais alto Marcos Rocha lançou Luan, que rolou para Robinho, livre, balançar as redes e se isolar na artilharia do Mineiro: 0 a 3.

Com esse resultado o Atlético segue na vice-liderança do Campeonato Mineiro, com 17 pontos, três a menos que o líder Cruzeiro. No clássico do próximo domingo, uma vitória simples coloca o Galo na ponta do Estadual. Já o Tupi cai para a décima posição, com 9 pontos, dois à frente do Boa Esporte, primeiro na zona de rebaixamento.

FICHA TÉCNICA

TUPI 0 x 3 ATLÉTICO
Motivo:
 Campeonato Mineiro (8ª rodada)
Data: 20/03/2016
Hora: 18:30
Estádio: Radialista Mário Helênio
Cidade: Juiz de Fora
Público: 5.296
Renda:
R$ 154.349,00
Gols: Lucas Pratto (14′), Robinho  (81′)(95′)
Árbitro: Marco Aurélio Augusto Fazekas Ferreira
Árbitro Assistente 1: Felipe Alan Costa de Oliveira
Árbitro Assistente 2: Leonardo Henrique Pereira
Quarto Árbitro: Leonardo Rotondo Pinto
Cartões amarelos: Rafael Carioca, Tiago, Lucas Pratto (Atlético); Rafael Jataí (Tupi)

Tupi
Glaysson. Osmar, Sidimar, Thiago (Pirão) e Felipe Alves; Fabricio, Vinícius Kiss, Rafael Jataí e Willian Kozlowski; Hiroshi (Ramon) e Michel Henrique (Michel Douglas). Técnico: Ricardo Drubscky.

Atlético
Giovanni (Uilson); Marcos Rocha, Leonardo Silva, Tiago e Carlos César; Rafael Carioca, Júnior Urso, Juan Cazares (Robinho) e Luan; Clayton (Douglas Santos) e Lucas Pratto.Técnico: Diego Aguirre.

 

As maiores decepções no início dos estaduais 8 jogos imperdíveis para curtir neste fim de semana! Saiba tudo sobre o UFL, novo game de futebol rival de FIFA e PES Os jogadores mais valiosos do futebol brasileiro