Após pênalti perdido, Hulk assume responsabilidade por empate diante do Palmeiras: “O culpado sou eu”

Foto: Pedro Souza / Atlético

O atacante alvinegro carimbou a trave do goleiro Weverton no que foi a grande chance do Atlético no duelo de ida, no Allianz Parque

O Atlético volta para Belo Horizonte, onde decide a vaga na final da Copa Libertadores, com um empate sem gols diante do Palmeiras, no Allianz Parque, nesta terça-feira (21). No entanto, o desfecho do primeiro jogo poderia ter sido outro, visto que, o atacante Hulk teve a chance de abrir o placar para o Galo, aos 41′ do primeiro tempo, mas acabou carimbando a trave do goleiro Weverton.

Logo após o fim do jogo, em entrevista à TV Conmebol, o atacante se responsabilizou pelo empate em 0 a 0 diante do Palmeiras e destacou a força do alvinegro ao lado de sua torcida para buscar a vaga na final da Libertadores.

“Só erra quem bate, a gente é profissional, responsável para assumir, eu assumo responsabilidade por não termos conseguido a vitória hoje, mas lembrando que é o primeiro jogo, temos o segundo jogo em casa, diante da nossa torcida. A gente é muito forte com nosso público, aproveitamos fazer um ótimo jogo e aproveitar melhor as oportunidades”, afirmou Hulk.

Por fim, Hulk também comentou sobre a atuação do Galo no Allianz Parque, destacando que o clube mineiro soube se portar até jogando em um gramado sintético.

“A gente fica feliz pelo futebol apresentado. A gente mostrou que veio para jogar, mesmo sabendo das dificuldades que é jogar contra o Palmeiras aqui, no campo que eles estão acostumados, que é o gramado sintético. Para a gente é uma situação nova. Nosso time veio com maturidade, com personalidade, poderia ter saído daqui com a vitória”.

“O principal culpado sou eu, que perdi o pênalti. A gente que trabalha no dia a dia sabe que ninguém é perfeito, acontece, acabei perdendo o pênalti. Agora é focar”, finalizou o jogador.

Confira a entrevista completa: