El Turco fala sobre lições tiradas do clássico, mas afirma: “A nossa maneira de jogar não vai mudar”

Foto: Pedro Souza/Atlético

O técnico argentino reconheceu que o Galo não foi tão preciso nas finalizações, mas realçou a atitude do time de não abrir mão da sua forma de jogar

O Atlético recebeu o América, nesta quarta-feira (13), no Mineirão, em jogo válido pela segunda rodada da fase de grupos da Copa Libertadores. E em um jogo duro, o primeiro clássico mineiro da história da competição continental se encerrou empatado.

Apesar de dominar as ações do duelo, o Galo viu o América sair na frente no placar com gol de Felipe Azevedo no início da etapa final. O empate alvinegro só veio aos 40′, com Ademir. Em entrevista, o técnico El Turco afirmou que o Galo não foi tão preciso nas finalizações, mas realçou o fato de o time não abrir mão da sua forma de jogar.

“Eu levo (de lição) a atitude da equipe, de não desistir em um jogo difícil, um time muito complicado, o jogo começou com chuva, muitas complicações. É preciso saber que, no ano passado, foram dois empates em 0 a 0 com o América, duas finais. É um clássico, Libertadores, é difícil. Duas equipes brasileiras pela Libertadores, é sempre um jogo fechado”, afirmou o treinador.

“O que eu levo é a atitude da equipe, de não se entregar nunca. Jogamos bem. Não fomos tão precisos, mas temos o jogo, a identidade nós temos, sempre vamos jogar desta maneira. Às vezes finalizamos melhor, às vezes não. A nossa maneira de jogar não vamos mudar, vamos jogar sempre desta maneira”, finalizou.

Os goleiros em atividade com mais jogos pela Argentina Bahia sai na frente do Vasco na corrida por Gregore; veja números do atleta no clube Com surpresa na lista: os jogadores de futebol mais rápidos da atualidade Muita grana! As contratações mais caras da história do futebol