Galo recebe o Athletico-PR projetando aumento da vantagem na liderança; Furacão é pedra no sapato alvinegro na era dos pontos corridos

Imagem: Bruno Cantini/Atlético

Atlético recebe o seu xará paranaense, no Mineirão, em busca de aumentar vantagem na liderança do Brasileiro

Em partida válida pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Galo recebe o Athletico-PR na noite desta quarta-feira (18), às 19h, no Mineirão. Após o fim do primeiro turno, o alvinegro finalmente realizará o jogo pendente da final do Campeonato Mineiro e igualará o número de partidas de Internacional e Flamengo. Nesse sentido, os comandados de Jorge Sampaoli miram nos três pontos para abrir ainda mais vantagem na liderança da competição.

Imagem: Bruno Cantini/Atlético

O Atlético vai para o jogo com grandes e importantes desfalques. Em primeiro lugar, o clube informou na noite desta segunda-feira (16), que nove profissionais foram diagnosticados com a Covid-19. Entre eles, o técnico Jorge Sampaoli, sua comissão técnica e o zagueiro Gabriel. Além destes, o alvinegro tem a ausência de Alan Franco e do jovem Savinho, que também testaram positivo para a doença. Os estrangeiros Junior Alonso e Savarino, em suas respetivas seleções, também são desfalques confirmados. O lateral Guilherme Arana, por sua vez, que tem compromisso pela seleção brasileira, na noite desta terça, será buscado por um jatinho em Montevidéu e desembarca em Belo Horizonte na manhã desta quarta-feira (18) e poderá atuar normalmente no Brasileirão.

Quem deve, provisoriamente, comandar o Galo contra o Athletico deve ser Diogo Alves, analista e auxiliar de Sampaoli.

RETROSPECTO

Na história, Galo e Furacão já se enfrentaram 56 vezes e o retrospecto é favorável ao clube mineiro com 24 vitórias, 12 empates e 20 derrotas; além de 91 gols pró e 66 contra. 

Pelo Campeonato Brasileiro, especificamente, foram 47 duelos e o embate é equilibrado, com 19 vitórias para cada lado e nove empates. Em terras mineiras, no entanto, palco do duelo de amanhã, a partida já aconteceu 27 vezes, sendo 13 vitórias dos mandantes, oito dos visitantes, além de seis empates.  

PEDRA NO SAPATO

Apesar de o retrospecto em Minas Gerais ser positivo aos donos da casa, o time paranaense tem se mostrado um visitante muito indigesto nos últimos anos. Nas últimas sete partidas em Belo Horizonte pelo Brasileirão, o Furacão saiu de campo com os três pontos em quatro delas. Venceu por 2 a 1, em 2013, derrubando naquele momento, a invencibilidade de 38 jogos do time no Horto e venceu por 1 a 0 em 2015, 2017 e 2019.

Dessa maneira, o Athletico se tornou, ao lado do Grêmio, o segundo time que mais venceu o Galo, como visitante, na história dos pontos corridos. São sete triunfos desde 2003.

Imagem: Bruno Cantini/Atlético

Em suma, Galo e Furacão vivem momentos distintos no Brasileirão. Enquanto o alvinegro lidera a competição com 38 pontos e 63,3% de aproveitamento, o rubro-negro amarga a primeira colocação dentro da zona de rebaixamento com 22 pontos e apenas 36,7% de aproveitamento dos pontos disputados. No entanto, ambos os times vem para a partida com dose extra de confiança após vitória nas duas últimas rodadas: o time de Jorge Sampaoli venceu Flamengo (casa) e Corinthians (fora) e o de Paulo Autuori superou Fortaleza (casa) e Goiás (fora).

Foto de capa: Bruno Cantini/Atlético

Os 10 jogadores mais valiosos da Chapecoense CABE NO MENGÃO? Os números de Vidal nas últimas quatro temporadas INTENSO! Números de Lucas Paquetá no Lyon FURACÃO! Os números de Harry Kane nas últimas 10 temporadas