Goiás vai acionar Atlético Mineiro na FIFA por venda de Léo Sena

Após ser contratado pelo Atlético Mineiro e não atuar, o volante Léo Sena foi emprestado ao Spezia, da Itália, e se destacou. Com isso, o clube italiano exerceu o direito de compra em definitivo do jogador de 25 anos.

Nesse sentido, Léo Sena custou cerca de R$ 4 milhões ao Galo, que o contratou junto ao Goiás. No fim, o Atlético é dono de 80% dos direitos do meio-campista (os 20% restantes ficaram com o Esmeraldino). Sendo assim, de acordo com o jornalista Edminho Pinheiro, o clube goiano quer manter os 20% dos direitos econômicos e notificou o Galo.

No entanto, o Spezia adquiriu 90% dos direitos econômicos do meio-campista. Ou seja, 10% do que era do Goiás foi comprado pelo clube italiano. Dessa forma, o Atlético Mineiro não ouviu a solicitação do Goiás. Ele havia sido emprestado pelo Atlético com direitos fixados em € 2,5 milhões, mas a operação foi por R$ 8,1 milhões.

Por fim, o que chamou a atenção foi que os direitos de Léo Sena estavam fixados em 2,3 milhões de euros, mas foi comprado por um preço mais baixo. O Galo revelou que recebeu 180 mil euros pela taxa de empréstimo.

NA MIRA DO TIMÃO! Os números da carreira de Michael Confira os detalhes do novo manto celeste do Cruzeiro Os 10 elencos mais valiosos da Ligue 1 Os melhores batedores de falta do FIFA 14