Ex-CEO do Botafogo entrará na justiça contra o clube e pode ganhar valor milionário

No último mês, o Botafogo teve que lidar com um problema que já era previsto internamente. Um dos grandes personagens da virada de chave do clube virar SAF, saiu do Alvinegro e não foi da forma que todos esperavam.

Jorge Braga, ex-CEO do Fogão, após uma decisão na justiça, o mesmo conseguiu a liberação do contrato com o Alvinegro. Seu vínculo era previsto até o meio de 2023. Porém, não irá parar por aí. O mesmo tentará, judicialmente, cobrar os valores que acredita que tenha direito após uma boa passagem pela equipe do Rio de Janeiro.

Segundo o blog “Panorama Esportivo”, de “O Globo,” em caso de vitória de Braga na justiça contra o clube, o Botafogo pode chegar a pagar 30 milhões de reais para o mesmo. A defesa do Glorioso alega que Jorge abandonou sua função e não está cobrando da maneira certa. Ou seja, valores que não são compatíveis ao que realmente precisa ser negociado.

– É evidente que o mesmo abdicou do cargo de CEO quase imediatamente após a concretização da SAF, resultando na quebra das obrigações e deveres profissionais. Braga agora busca o pagamento do Clube Social e da SAF por serviços que foram de fato realizados por terceiros, resultando, infelizmente, em uma disputa judicial,” em nota, o Alvinegro se posiciona.

O ex-dirigente chegou ao Botafogo no mês de março de 2021 e ficou até setembro. O mesmo teve uma extrema importância para John Textor chegar ao clube e ficar tudo preparado para o norte-americano começar a agir e mudar internamente, inclusive investimentos.

Os jogadores com mais finalizações na fase de grupos da Copa do Mundo 2022 15 jogadores que podem chegar ao Vasco após parceria com empresário Dani recordista! Os jogadores mais velhos a atuarem pela Seleção Brasileira em Copas do Mundo Os 10 pilotos brasileiros com mais abandonos na história da Fórmula 1