Entrevista com Maicon Assis, meia do Brasil de Pelotas

Entrevista com o meia Maicon Assis, atualmente no Brasil de Pelotas e com passagem por Vasco, base do Grêmio e base do Internacional. O jogador contou sobre sua carreira, a experiência de jogar em Portugal e as diferenças do futebol luso para o brasileiro

 

1- Você teve passagem na base por grandes clubes como Grêmio, Internacional, Cruzeiro e Vasco. Qual deles foi o mais importante na sua formação?

R: Então, todos esses clubes que você citou, todos tiveram uma importância muito grande na minha formação, mas o Grêmio foi o clube que eu tive maior aprendizado em todos os quesitos.

 

2- Você tem dois títulos na carreira. Uma Copa Rio e um Campeonato Carioca de Juniores. Como foi conquistar esses títulos?

R: O Vasco foi um clube onde vivi meus melhores momentos na base, conquistei títulos e fiz minha estreia no profissional. Eu vivi grandes momentos no Vasco e só tenho a agradecer.    

 

3- Você teve duas passagens pelo futebol português, em que atuou pelo Trofense e Vasco da Gama Sines. Quais as diferenças do futebol português para o brasileiro e o que mais te impressionou no país europeu?

R: Minha primeira passagem foi nessa parceria que o Vasco tinha com o Vasco da Gama de Sines de Portugal. Foi uma experiência muito boa, já a segunda posso dizer que foi uma passagem mais profissional, onde joguei na liga mais importante do país. A diferença do futebol português para o futebol brasileiro é a intensidade do jogo e a obediência tática.               

 
Foto: Divulgação/Brasil de Pelotas.
 

4- Você teve algumas passagens pela Portuguesa- RJ. No total são 109 partidas e 22 gols marcados. Foi no clube carioca o melhor momento da sua carreira?   

R: A Portuguesa-RJ é o clube que eu tenho um carinho imenso, onde conseguimos colocar o time na Série A do carioca e permanece até hoje, tenho mais de 100 jogos no clube e conquistamos o título da Copa Rio. Tenho uma história bonita, só tenho agradecer a trajetória que tive.

 

5- A batida de falta é uma de suas qualidades. Você costuma treinar as cobranças diariamente?

R: Procuro aprimorar minhas qualidades, sempre que tenho oportunidade nos treinos e jogos procuro aperfeiçoar a batida na bola, pois pode definir muitos jogos.

 

6- Como está a negociação com o Brasil de Pelotas? Há negociações com outros clubes?

R: Então, meu contrato encerrou agora final de março, estamos conversando sobre a renovação ou não, mas agora precisamos espera passar essa pandemia e ver o melhor para minha carreira.

 
Resta1