Governo mantém prazo para a volta do Campeonato Mineiro para o dia 26 de julho: ”Entendemos que possa ser possível”

Após o comunicado do governo, nesta segunda-feira (29), que o retorno do Campeonato Mineiro, previsto para o dia 26 de julho estava descartado, o secretário Carlos Eduardo Amaral afirmou que ainda há possibilidade de retorno na data prevista.

Apesar de, no comunicado oficial, a SES (Secretaria de Estado de Saúde) afirmar que não há protocolo adequado para a volta do futebol mineiro, Carlos Eduardo Amaral revelou que o governo ainda trabalha com a possibilidade de retorno, no dia 26 de julho.

“Neste momento em que nós estamos, vendo uma aceleração de casos na epidemia, em que nós aguardamos o resultado das ações de retorno da Onda Verde na maior parte do Estado, entendemos que não seja adequado progredirmos em nenhum evento neste sentido. Mas os protocolos serão avaliados. O que conversamos, que seria a possibilidade de retornar depois do dia 26 de julho, nós ainda entendemos que possa ser possível“, afirmou o secretário.

Protocolos

Carlos Eduardo Amaral afirmou ter lido os protocolos propostos pela Federação Mineira de Futebol. “Achei que esses protocolos são bons. São muito sérios e demonstram muito cuidado e muita atenção com a epidemia. De uma forma geral, a equipe técnica vai avaliar os protocolos, pode sugerir uma ou outra adequação, mas de uma forma geral são bons protocolos sim”, concluiu.

Contudo, o retorno do futebol em Minas Gerais, depende da aprovação do Centro de Operações de Emergência em Saúde de Minas Gerais (Coes-MG). O órgão foi criado para acompanhar a evolução da pandemia no estado. Sem a autorização, a FMF não pode oficializar uma data para retomar e finalizar o estadual. Além da liberação necessária para os clubes, especialmente do interior, possam retomar os treinamentos.

Vale ressaltar que a CBF estipulou o retorno do Campeonato Brasileiro, séries A e B, para o dia 8 de agosto. Contudo, a confirmação depende da autorização dos governos de cada estado, que contam com clubes na competição.

Foto de capa: Guilherme Breder