Especial Egito na Copa: A classificação chegou nos acréscimos

Depois de 28 anos de espera, a tão sonhada classificação chegou com um gol nos acréscimos

A Copa de 2018 será apenas a terceira disputada pela Seleção do Egito. Desde que o Mundial começou, em 1930, os Faraós participaram de apenas duas edições: 1934 e 1990

. Com 28 anos de espera, não se imaginava diferente: os Egípcios deram um show ao comemorar a classificação, que não foi tão fácil assim.

Classificação

Eram vinte as seleções Africanas que disputavam as cinco vagas do Mundial. Uma vez que apenas o líder de cada um dos cinco grupos chegaria a Rússia, apenas a vitória importava desde a primeira rodada. Dividindo o Grupo E com Uganda, Congo e Gana, a seleção do Egito conquistou 13 pontos, sendo quatro vitórias, uma derrota e um empate.

Jogando em casa, a fim de garantir a classificação, Salah fez o gol da vitória nos acréscimos. O camisa 10 já havia colocado o Egito na frente do marcador ao receber e tocar na saída do goleiro. Ainda que os torcedores já estivessem comemorando a vaga, o jogo não havia acabado. Aos 42 minutos, Moutou deixou tudo igual para o Congo, deixando os Egípcios com pouco tempo de jogo para qualquer reação. No último lance, Salah bateu no canto esquerdo e de pênalti, garantiu o Egito na Copa de 2018.

                                                         (Foto: EFE)

Além do Egito, outros quatro países africanos estão classificados para a Copa do Mundo, são eles: Senegal, Tunísia, Nigéria e Marrocos. Os Faraós dividem o grupo 01, com Rússia, Arábia Saudita e Uruguai.

Apesar de não ser um dos grandes favoritos a se classificar para as oitavas de final, o Egito pode surpreender. Em 2017, foram 17 jogos, sendo dez vitórias, três empates e quatro derrotas. Enquanto se espera que Rússia e Uruguai fiquem com as duas primeiras vaga do grupo, é bom ficar de olho n os Egípcios. Com 72% de aproveitamento, os Faraós contam com grandes destaques individuais.

*Foto: Gabriel Boyus – AFP – Getty Imagens.