Cruzeiro perde o 15° jogo no Brasileirão 2016

O Cruzeiro já sem lutar por nada no campeonato foi derrotado neste domingo pela equipe do Internacional em Porto Alegre. Mais uma derrota no Brasileirão 2016, a 15° no campeonato, e de quebra deu um ultimo fôlego a equipe colorada.

Um jogo fora de campo cercado de tensão no Beira Rio, treinamentos fechados, tapumes, para evitar novas confusões como as de dias atrás, isolamento das primeiras fileiras na arquibancada para não acontecer invasões no campo, grades, etc.

Já dentro de campo um jogo muito fraco tecnicamente. Logo nos primeiros minutos, o jogo foi interrompido por sinalizadores na torcida do Inter, um primeiro tempo a cara dos dois times nesse campeonato, fraco tecnicamente. Na volta para o segundo tempo, o Cruzeiro levou perigo ao gol de Danilo Fernandes em dois lances seguidos, numa finalização de Alisson e num chute de Rafael Sóbis. Minutos depois, substituição no Inter, sai R. Dourado e entra Valdívia, que iria mudar o jogo. Aos 30 minuto, Valdívia recebeu a bola no campo de defesa, partiu em contra ataque pelo lado esquerdo da defesa do Cruzeiro, passou por 2 adversários, e chutou colocado, no canto direito do goleiro Rafael, fazendo um golaço no Beira Rio, o necessário para o Inter, 1×0.

Já mais pro final do jogo, o Cruzeiro teve 2 grandes chances, uma com Robinho em boa troca de passes do ataque cruzeirense, e outra com Ramón Ábila, em cruzamento de Marcos Vinícius pela direita, o centroavante do Cruzeiro, chutou da marca do pênalti para fora, passando muito perto e assustando os colorados.

Muitos irão dizer que o Cruzeiro facilitou o jogo para o Inter, acredito que não. O Cruzeiro no jogo de hoje foi apenas um reflexo do que foi durante todo o ano de 2016, um time apático, de altos e baixos, que quando todos achavam que ia… não foi!

A diretoria juntamente com a comissão técnica precisa urgentemente, começar a estudar o mercado para montar o elenco em 2017.

NBA: Confira o top-10 dos maiores pontuadores da história do basquete. Novo treinador do Vitória! Os números de Léo Condé em seus últimos 10 clubes NBA: Os melhores apelidos da história da liga Jogadores que podem chegar ao seu clube de forma gratuita