Cruzeiro pode perder contrato com Adidas se continuar na Série B

Após perder o jogo contra o Oeste no Independência, as chances do time celeste c onseguir o acesso foram praticamente destruídas. O pesadelo que foi a crise do rebaixamento tem voltado a assustar a todos com salários atrasados, “bagunça” na diretoria e derrota em casa para o lanterna do campeonato.

Ficar mais um ano na segunda divisão é ficar mais um ano com cota de televisão reduzida, o que pode ser extremamente prejudicial ao time, principalmente financeiramente pois além disso, o Cruzeiro pode ser afetado em outras diversas áreas.

O contrato entre Cruzeiro e Adidas por exemplo, tem validade até o fim de 2022 e tem a opção de renovação por mais três temporadas, mas pode ser rescindido caso o clube continue na série B. Se o time realmente permanecer fora da elite, a Adidas se quiser, pode tomar essa decisão, mas não é algo obrigatório.

Na cláusula 8.9 do contrato que passou a ter validade em primeiro de janeiro de 2020, a empresa alemã pode estar rompendo o contrato em caso de rebaixamento do Cruzeiro.

Segundo o site Probabilidades no Futebol a Raposa tem apenas 0,16% de chance de jogar a Série A da próxima temporada. Mas até o momento, nada indica problemas entre a parceria do time e fornecedora.

Foto- Twitter Cruzeiro