Cruzeiro vence fora de casa, Felipão elogia time pós-expulsão e critica arbitragem.

Sampaio Corrêa x Cruzeiro-Foto: Lucas Almeida / SCFC

Aos três minutos do primeiro tempo o Cruzeiro abriu o placar com William Pottker marcando 1×0 para o time celeste contra o Sampaio Corrêa. O mesmo foi expulso no início do segundo tempo e o time precisou de muita garra para manter o placar.

“O jogo demonstrou com a saída de Pottker, que os jogadores do Cruzeiro têm um espírito de boa vontade, de dedicação, de colaboração, que a parte tática está sendo bem trabalhada com eles. Se colocaram muito bem”.

“Foi uma vitória acredito que justa, pela boa vontade e dedicação dos jogadores. Vamos seguir em frente no trabalho da semana, agora escalar novamente uma equipe diferente, por causa da expulsão dos dois jogadores que tivemos. E montar uma equipe qualificada pra ganhar do Oeste” -Elogiou o treinador.

Houve muita crítica quanto a arbitragem, já que houve expulsões de dois jogadores, sendo que um deles foi expulso pelo quarto árbitro quando já estava no banco de reserva.

Em coletiva de imprensa, Scolari indagou: “Foi expulso pelo quarto árbitro, que em qualquer lugar do Brasil o quarto árbitro é local, e é a primeira vez que nós vemos o quarto árbitro expulsar diretamente um jogador. Fazer o quê?! Quem sabe ele tinha cometido um erro com o quarto árbitro, que é inacreditável. Nós não ouvimos nada, mas tudo bem”.

Em resposta sobre a arbitragem e expulsão de Giovanni e William Pottker Felipão respondeu:

-Preocupa, sim, a expulsão dos dois. Preocupa como estão sendo colocados árbitros nesta série B. Não sei se o Gaciba (chefe de arbitragem da CBF) está a par de muita coisa, ou se são experimentos da CBF. Não sei. Esperar pra ver definição no final do campeonato. Provavelmente eu também vá me posicionar com algumas considerações sobre arbitragem e situações que o Cruzeiro pode e deve agir, senão terá sempre mais dificuldades que outras equipes. Acho que o árbitro estava um pouco inseguro no lance, por exemplo, da expulsão do Pottker. O Pottker fala com ele que ele não apita corretamente, porque ele não tem qualidade pra apitar corretamente, aí o árbitro expulsa, como se fosse uma coisa normal a expulsão”.

“Não era esse que ia apitar o jogo. Era um outro. Então, não sei, não posso falar nada, não vou ficar discutindo. Vamos esperar terminar a Série B, aí a gente tem que fazer as considerações ao Gaciba, diretamente. Ele também deve estar estudando uma série de trabalhos de A, B e C. Pra que no ano que vem tenhamos uma situação melhor em termos técnicos de arbitragem. Que todo mundo saia tranquilo de qualquer jogo”.

Apesar de uma partida extremamente difícil principalmente após o desfalque, o Cruzeiro contou com a colaboração e garra dos jogadores para manter o placar e garantir os três de pontos de distância da zona de rebaixamento. Fábio que também foi muito decisivo na partida expressou sua gratidão após o jogo:

“Com um a menos, um calor abençoado, com a grama bastante fofa né ?! Mas glória a Deus por todo mundo que teve a oportunidade de jogar dentro de campo e fora, fazendo com que o Cruzeiro estivesse concentrado e motivado até o final. Nosso torcedor com certeza estava sofrendo junto. E a gente leva um belo resultado, toda glória é de Deus, primeiramente”.

O Cruzeiro entra novamente em campo na próxima quarta-feira, contra o Oeste no Independência.

Sampaio Corrêa x Cruzeiro- Foto: Lucas Almeida/ SCFC