“Não trabalhamos com a hipótese de não subir” afirma executivo do Cruzeiro

O diretor de futebol do Cruzeiro, Rodrigo Pastana, afirmou, nesta quinta-feira, em entevista gravada, que “não trabalha com a hipótese” de o clube não subir à Série A do Campeonato Brasileiro. 

“Não trabalhamos com hipótese de não subir. Temos uma avaliação semanal da competição, já tiveram campanhas surpreendentes como a do América em 2018, do próprio CSA no ano passado, que não alcançaram pontuação de classificação por dois ou três pontos, então a gente acredita ainda no acesso”, disse Pastana.


“É óbvio que essa vitória precisa vir rapidamente e a gente espera que, com a primeira vitória, a gente engrene algumas vitórias para chegar em um patamar de classificação bem maior. É o caso, hoje, do Guarani que estava lá embaixo e já está bem próximo do G4, e o caso do Remo, que com três vitórias subiu na tabela de classificação e já ocupa, salvo engano, a 10ª colocação (é o 11º, na verdade)”, complementou.

Atualmente, o Cruzeiro se encontra na décima sétima posição, com 11 pontos em 13 jogos. Há sete jogos sem vencer, o último triunfo do clube foi no dia 24 de junho, quando bateu o Vasco por 2×1, no Mineirão.

De acordo com o Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), a equipe celeste tem, apenas, 1,1% de chance de disputar a Série A na próxima temporada. Entretanto, a Raposa tem 46,8% de chances de ser rebaixado. E de acordo com os números, a campanha ideal para permanecer na Série B é de 43 pontos.

Durante a entrevista, Pastana minimizou as estatísticas. “Essa matemática, feita nas primeiras rodadas, antes que a gente tenha pelo menos 50% do campeonato, é totalmente evasiva, incorreta, é simplesmente um método estatístico. Eu não concordo. Tenho certeza que vamos nos recuperar e voltar para o caminho das vitórias. O torcedor pode acreditar nisso”, afirmou.

Para tentar afastar a má fase e voltar a vencer, o Cruzeiro visita o Vila Nova em Goiás, às 16h30, no Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga.

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Dois anos de Hulk no Galo: veja números e conquistas Vai precisar! Veja possíveis substitutos de João Gomes no Flamengo Cruzeiro: quem ainda pode chegar e quem não vem mais? Os azarados! Os goleiros em atividade que atuaram no Cruzeiro durante a “Era Fábio”