Além de Camacho, Marcos Guilherme reencontra treinador: “Carille é muito bom”

A mudança de comando técnico do Santos fará o reencontro de Fábio Carille com Camacho e Marcos Guilherme. O volante santista foi dirigido pelo técnico no Corinthians, enquanto o atacante, contratado junto ao Internacional no início do ano, trabalhou com o treinador no Al Wehda, em um curto período de apenas 12 partidas, mas ainda que pequeno o período, Marcos Guilherme elogiou o trabalho do técnico.

Em 2018, em uma entrevista ao jornalista Jorge Nicola, o atacante falou sobre o trabalho do técnico e sua forma de pensar. “Carille é muito bom. Com o dia a dia aqui, consegui entender por que era tão difícil bater o Corinthians. A parte tática do Carille beira a prefeição. Ele cobra muito para que todos marquem bem e saiam de maneira organizada no contra-ataque”. Sob o comando de Carille, Marcos Guilherme atuou nas 12 partidas, e anotou 3 gols, vestindo a camisa do Al Wehda.

Titulares em todo o período de permanência do técnico Fernando Diniz, Camacho e Marcos Guilherme p odem ser bastante úteis, para passar informações e características ao treinador da forma que a equipe vem atuando e os talentos individuais de cada jogador.

O técnico Fábio Carille é aguardado na Vila Belmiro durante a tarde desta quarta-feira, para ajustar os detalhes finais de seu contrato, que deve ir até o final de 2.022, com um salário de R$ 400 mil e sem multa rescisória.

(Foto: Ivan Storti / Santos FC)