Com mais uma escalação diferente, Diniz enfrenta Athletico/PR de olho nas semifinais da Copa do Brasil

Na noite desta quarta-feira, o Santos vai a campo para iniciar as quartas-de-final da Copa do Brasil. O Peixe encara o Athletico Paranaense, na Arena da Baixada, às 19h00. O jogo de volta será na Vila Belmiro, no dia 14 de setembro, terça-feira, às 21h30.

Mais uma vez, o técnico Fernando Diniz será obrigado a modificar o time. O zagueiro Kaiky sofreu lesão de grau 2 e fica fora por até cinco semanas, enquanto o titular Camacho, e os reservas Danilo Boza e Moraes, não podem ficar à disposição, por já ter atuado na Copa do Brasil, por outros clubes. Ainda em tratamento, o atacante Marinho segue no departamento médico, e os meias Vinícius Zanocelo e Jobson seguem nos treinos para aprimorar o condicionamento físico.

A expectativa de ter à disposição os reforços recém contratados, Léo Baptistão e Diego Tardelli, se frustraram, já que o prazo era até o final da tarde da última terça-feira, e os jogadores só poderão ser inscritos, em caso do Peixe passar às semifinais da competição.

Com os desfalques, Diniz optou em colocar Jean Mota recuado, fazendo a função de primeiro volante, e à frente, Marcos Guilherme, que além de ser o quarto homem no meio campo, deve fazer a função de terceiro atacante.

Com as baixas e dificuldades para escalar, o técnico Fernando Diniz vai a campo com João Paulo; Madson, Luiz Felipe, Wagner Leonardo e Felipe Jonatan; Jean Mota, Carlos Sánchez, Gabriel Pirani e Marcos Guilherme; Lucas Braga e Marcos Leonardo. O jogo terá a arbitragem de Marcelo de Lima Henrique, com o auxílio de Eduardo Gonçalves da Cruz e Márcia Bezerra Lopes Caetano. Rodrigo Nunes de Sá será o responsável pelo VAR.

(Foto: Ivan Storti / Santos FC)

Os goleiros do Botafogo depois da “Era Jefferson” Flamengo x Palmeiras entra em ranking de maiores rendas do futebol brasileiro; veja o top 10 Volta por cima? Criticado na Copa do Mundo, Fred vive boa fase no United Freguesia? Vítor Pereira não venceu confrontos com Abel Ferreira no futebol brasileiro