Coordenador do DM do Santos fala sobre lesionados e aponta causas

Durante coletiva, o coordenador médico profissional do Santos, Guilherme Faggioni, falou sobre a situação dos jogadores do elenco principal que estão passando por recuperação no Departamento Médico.

Segundo Guilherme “Com certeza ainda teremos lesões musculares. E o nosso elenco ficou bem reduzido, como não podemos contratar”. O coordenador atribui as lesões devido a sequência de jogos com poucos intervalos entre as partidas, devido à pandemia e o calendário ter ficado apertado. “Vale lembrar que no período da pandemia, ouve um aumento de 33% na densidade dos jogos. A densidade gera uma exposição maior ao fator de risco. A densidade de agosto foi grande. O Santos fez 9 jogos em agosto, e a densidade dos jogos, com a necessidade de vitoria de sermos mais proativos dentro de campo. Isso faz com que o número de lesões aumente”.

Sobre o número de lesões nos últimos meses, Guilherme atribuiu ao calendário apertado. “No mês de julho nós tivemos 3 lesões, no mês de agosto tivemos 9, dessas 5 musculares 4 traumáticas. Em setembro tivemos 2 lesões considerando uma do Sánchez e do zagueiro Robson. Se observarmos a densidade dos jogos, corrobora para os dados.”

Dentre os jogadores que estão no departamento médico, o profissional falou de alguns casos:

PIRANI – “Não está no Departamento Médico, ele está liberado. Ontem treinou o tempo todo, teve uma entorse no tornozelo e está tratando, que incomoda, mas está tratando e treinando normalmente.”

MADSON – “Tem uma doença crônica. E ele vem jogando 90 minutos desde o Diniz. Relatou um incômodo no quadril, foi tratado e não ouve demora alguma. Temos que respeitar as lesões.””

JOHN – “Está no terceiro mês pós-operatório e ao menos mais uns cinco meses para retornar. Nós damos os prazos, mas cada atleta tem um corpo diferente, mas isso é o que imaginamos.”

JOBSON – “Por precaução, achamos melhor deixar o Jobson um pouco mais, um pós-operatório de LCA. Estava indo super bem, teve alguns problemas e não evoluiu tão bem. Assim que ele evoluir, tentaremos colocar ele prá jogo”.

(Foto: Santos TV)