Fora do jogo contra o Athletico, Jean Mota pode não atuar mais pelo Santos

Os últimos dias, mudaram muito a vida de Jean Mota no Santos. Depois de acertar sua venda junto ao Inter Miami/EUA, com a sua transferência acertada para o mês de janeiro de 2022, o meia iniciou a partida contra o América/MG no banco de reservas, e com a contusão de Camacho, entrou aos 41 minutos do primeiro tempo, cometeu pênalti e foi expulso aos 43 minutos, também do primeiro tempo.

Sua expulsão acabou ocasionando o primeiro gol da derrota por 2 a 0 para o clube mineiro, o que colocou o Santos momentaneamente na zona de rebaixamento, além de causar a indignação e fúria da torcida santista, que o culpou pela derrota. Com a expulsão, na partida contra o Fluminense, o meia cumpriu suspensão automática, e voltou a estar disponível ao técnico Fábio Carille, para a partida contra o Athletico/PR.

Para a partida contra o clube paranaense que será neste sábado, Carille soltou a lista dos relacionados, e Jean Mota não está entre os jogadores que seguiram viagem para Coritiba. O meia foi afastado, ao que tudo indica com a decisão apoiada pelo novo Executivo de Futebol, Edu Dracena, e a partida contra o América/MG, pode ter sido a última do meia, vestindo a camisa do Santos.

Jean Mota chegou ao Santos em 2016, quando foi comprado por R$ 800 mil, e teve seu melhor momento no Peixe em 2019, sob o comando de Jorge Sampaoli, quando chegou a ser artilheiro do Campeonato Paulista, e ainda foi premiado como craque da competição. Ao todo, o meia atuou em 243 jogos, com 20 gols e 23 assistências.

(Foto: Ivan Storti / Santos FC)

FIFA 23: Os melhores jogadores da Premier League sem o Big Six Real Madrid tem interesse em craque argentino Os goleiros com mais jogos sem levar gol pela seleção brasileira Jogador português agride mulher e foge do país