Lisca fala do motivo que levou à sua saída repentina do Santos

Contratado para substituir o técnico Fabián Bustos, Lisca veio para o Santos e ficou menos de dois meses no comando do time. Durante seu período, ainda foi responsável por colocar ponto final na Comissão Técnica Permanente, que tinha Marcelo Fernandes e Serginho Chulapa.

O técnico alegou apenas “questões internas”, para justificar sua saída do Santos, após dirigir o time em apenas oito jogos, com duas vitórias, três empates e três derrotas, alcançando apenas 37,5% de aproveitamento dos pontos disputados.

A decisão de sair do Santos, foi anunciada e com duas declarações, uma oficial do Santos e outra do presidente Andres Rueda, é que existia certa insatisfação, já que enquanto na declaração oficial, afirmava-se que a decisão foi tomada por ‘ambas as partes’, enquanto a declaração do mandatário santista, afirmava que seria melhor “pegar pela ação, do que pela omissão”.

Com a saída de Lisca, que acertou sua chegada no Avaí, horas depois de deixar o Santos, Orlando Ribeiro foi remanejado para comandar o time principal, enquanto se procura um novo treinador. Até o momento, alguns nomes como Vanderlei Luxemburgo, Sebastián Becacece e Marcelo Bielsa foram tentados, com a negativa do Comitê de Gestão para Luxemburgo e a recusa dos demais.

(Foto: Ivan Storti / Santos FC)

Os jogadores mais jovens a atuarem na Seleção Brasileira nas últimas 10 Copas do Mundo FIM DE UMA ERA! Os jogadores da promissora geração belga com mais partidas em Copas do Mundo Estranho no Ninho! Relembre as campanhas do Marrocos em Copas do Mundo Vini, Messi e mais: O time dos 11 destaques das oitavas de final da Copa do Mundo