Mantendo 3-5-2, Carille pode ter apenas uma mudança na escalação

Com a sua primeira semana cheia de treinos, o técnico Fábio Carille vem preparando e conhecendo a equipe do Santos, com a missão de tirar o time de perto da zona de rebaixamento, e levar pelo menos às competições internacionais. Em 14º lugar na competição com 24 pontos e a 9 jogos sem vencer, o técnico santista espera quebrar o jejum de vitórias e conquistar seu primeiro triunfo, contra o Juventude, neste domingo às 16h00 no Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, em partida válida pela 22º do Campeonato Brasileiro.

Após o empate em 0 a 0 com o Ceará, Carille aprovou o esquema 3-5-2, que utilizou pela primeira vez em su a carreira, e deve manter o estilo de jogo, para dar mais segurança ao setor defensivo. O que pode parecer um esquema defensivo, na realidade se transforma em várias possibilidades rapidamente. Os laterais Pará e Felipe Jonatan, inicialmente iniciam como alas, e podem surgir como ‘laterais’, auxiliando a defesa, e ‘pontas’ auxiliando o ataque, de acordo com o fluxo de jogo.

Existia expectativa de acontecer duas mudanças em relação à partida anterior, que seria o retorno do lateral Madson e o meia Carlos Sánchez. Até o momento, apenas Sánchez deve retornar ao time titular, compondo o meio campo, no lugar de Marcos Guilherme. Madson, mesmo recuperado, ainda é dúvida. Com Sánchez em campo, Camacho deve fazer a função de primeiro volante à frente da zaga, e a criação de jogadas fica por conta do uruguaio e de Jean Mota, e no ataque, Marinho e Léo Baptistão serão as referências.

Buscando sua primeira vitória no comando do Santos, o técnico Fábio Carille deve ir a campo com João Paulo; Danilo Boza, Emiliano Velázquez e Wagner Leonardo; Camacho, Pará, Jean Mota Carlos Sánchez e Felipe Jonatan; Marinho e Léo Baptistão.

(Foto: Ivan Storti / Santos FC)