Por mais segurança, Carille ‘estreia’ em sua carreira com mudanças na formação da zaga

O técnico Fábio Carille para o jogo contra o Ceará, deve entrar em campo, com uma formação ainda não utilizada por ele, desde que iniciou sua carreira como técnico. Para o treinador, o Peixe precisa de uma segurança maior na zaga, e ser mais compacto no setor, e por isso, deve optar escalar três zagueiros, com Danilo Boza à direita, Emiliano Velázquez centralizado e Wagner Leonardo à esquerda.

Com três zagueiros, os laterais Pará e Felipe Jonatan, podem atuar como alas no meio campo, ao lado de Camacho e Jean Mota, e no ataque teria Marinho e Marcos Guilherme aberto pelas pontas, e Léo Baptistão como referência no meio.

Se é novidade para o técnico Fábio Carille atuar com três zagueiros, para o Santos, é algo que não é comum em sua história. A última atuação foi em 2020, quando ainda sob o comando de Cuca, o Santos foi derrotado por 2 a 0 pelo Internacional, com Luan Peres, Lucas Veríssimo e Luiz Felipe. Vale lembrar que na ocasião, Luiz Felipe saiu no início da partida, logo aos 16 minutos, com distensão muscular, e em seu lugar, o atacante Kaio Jorge entrou.

Sem vencer há 8 jogos, com 3 empates e 5 derrotas, o Santos vê bem mais de perto a zona de rebaixamento, do que a faixa de classificação para as competições internacionais. O Peixe ocupa a 13ª colocação com 23 pontos em 21 jogos.

(Foto: Ivan Storti / Santos FC)