Em busca da redenção: Messi soma quatro vices-campeonatos com a Argentina e luta por primeiro título na seleção

Lionel Messi é indiscutivelmente um dos maiores jogadores da história do futebol e tem uma carreira repleta de títulos, gols e recordes. No entanto, na seleção argentina o camisa 10 nunca conseguiu repetir o sucesso que tem no Barcelona. Perto dos 34 anos, ele tem mais uma chance de tirar um grande peso das costas e finalmente conquistar uma taça com a Argentina.

Nesta segunda-feira (14), contra o Chile, às 18h (de Brasília), Messi estreia no que pode ser sua última Copa América. Atuando com a camisa da seleção desde 2005, quando tinha 18 anos, ele bateu na trave inúmeras vezes, tanto na Copa América quanto na Copa do Mundo. Ao todo, são quatro decisões perdidas, incluindo a final da Copa de 2014 no Brasil.

Mesmo com grandes frustrações na Argentina, o maior ídolo do Barcelona tem alguns motivos para se alegrar: são 72 gols com a camisa da seleção, sendo o maior artilheiro da história do país – e 51 assistências. Além do mais, ele conquistou ouro nas Olimpíadas de Pequim, em 2008. Como último destaque, o camisa 10 venceu o Mundial sub-20 pelos hermanos

, em 2005.

O histórico de todas competições disputadas por Lionel Messi com a Argentina:

Copa do Mundo 2006 – quartas de final (derrota para Alemanha)
Copa América 2007 – vice-campeão (derrota para o Brasil)
Copa do Mundo 2010 – quartas de final (derrota para a Alemanha)
Copa América 2011 – quartas de final (derrota para o Uruguai)
Copa do Mundo 2014 – vice-campeão (derrota para a Alemanha)

Copa América 2015 – vice-campeão (derrota para o Chile)
Copa América 2016 – vice-campeão (derrota para o Chile)
Copa do Mundo 2018 – oitavas de final (derrota para a França)
Copa América 2019 – semifinal (derrota para o Brasil)