Ministério Público espanhol abre inquérito à gestão de Bartomeu no Barcelona

A abertura do inquérito judicial veio na sequência da denúncia de Joan Laporta contra o ex-presidente do clube catalão.

O Ministério Público da Espanha abriu esta sexta-feira (28), uma investigação sobre a gestão de Josep Maria Bartomeu e do seu Conselho de Administração como dirigentes do Barcelona.

Esta investigação ocorre após denúncia do próprio clube, e auditoria aberta por Joan Laporta sobre a referida gestão e que será apresentada na próxima terça-feira (01) à comunicação social.

De acordo com a Diretiva em vigor e em resultado desta auditoria, existem determinadas ações suscetíveis de crime e por isso remeteram para o Ministério Público para que este decida se deve apresentar queixa contra Bartomeu e os seus dirigentes.

O Ministério Público tem agora, seis meses para recolher a documentação e os depoimentos necessários para decidir se tal ação constitui o crime.

De acordo com a investigação, há supostas irregularidades em várias ações no Barcelona.

Está também a ser investigada uma comissão de 10 milhões de euros pela contratação de Malcom, bem como um pagamento de um milhão e meio ao clube Laietá por perturbações sonoras sem queixa prévia do clube.

Bartomeu já expressou, nos últimos dias, que está muito tranquilo porque está convencido de que nenhum de seus diretores foi preso, e está esperando para saber o que diz a investigação aberta por Laporta e sua diretoria.

Foto de Getty Images

Os 10 melhores jogadores do Newcastle no FIFA 08 Os 10 melhores jogadores do Atlético Mineiro no FIFA 08 Os números de Jô nas últimas 10 temporadas HISTÓRICO! Os números do Fortaleza na fase de grupos da Libertadores