Com Dani Alves, Flamengo pode chegar a 14 ‘jogadores europeus’ contratados na gestão Landim

Desde que assumiu a presidência do Flamengo, em janeiro de 2019, Rodolfo Landim deu início a uma ótima gestão a frente do clube. O mandatário realizou altos investimentos e conquistou nove títulos neste período. Uma das características no mercado sob o comando de Landim é a contratação de jogadores do futebol europeu.

Até o momento, foram 13 atletas vindo da Europa para o clube carioca. O último deles foi David Luiz, após uma longa negociação. Agora, Daniel Alves pode ser mais um integrante dessa lista. Os modelos de contratação utilizados variam entre compra, empréstimo ou contratação de jogadores livres.

Eu seu primeiro ano à frente do Flamengo, Landim fez o maior número d e contratação de ‘nível Europa’. Ao todo, foram cinco, diretamente envolvidos em um dos melhores anos do clube na sua história : Gabi (Inter de Milão), Filipe Luís (Atlético de Madrid), Rafinha (Bayern de Munique), Gerson (Roma) e Pablo Marí (Manchester City).

Por sua vez, em 2020 o número de chegadas reduziu, muito por conta da pandemia da Covid-19, mas o Flamengo também foi buscar na Europa: Thiago Maia (Lille), Isla (Fenerbahçe), Pedro Rocha (Spartak Moscou) e Pedro (Fiorentina).

Para a temporada de 2021, por enquanto, o Flamengo trouxe Bruno Viana (Braga), Kenedy (Chelsea), Andreas Pereira (Manchester United) e David Luiz (Arsenal). Vale destacar que o Rubro-Negro vive a expectativa de ter Daniel Alves no elenco ainda neste ano. O lateral-direito está livre no mercado após deixar o São Paulo.

CONTRATAÇÕES ‘EUROPEIAS’ DO FLAMENGO NA GESTÃO LANDIM:

2019:
Gabigol (Inter de Milão)
Filipe Luís (Atlético de Madrid)
Rafinha (Bayern de Munique)
Gerson (Roma)
Pablo Marí (Manchester City)

2020:
Thiago Maia (Lille)
Isla (Fenerbahçe)
Pedro (Fiorentina)
Pedro Rocha (Spartak Moscou)

2021:
Bruno Viana (Braga)
Kenedy (Chelsea)
Andreas Pereira (Manchester United)

David Luiz (Arsenal)