Conheça todos os técnicos estrangeiros que já passaram pelo Flamengo

Rueda

Gilvan de Souza/Flamengo

Confira no MF todos os técnicos estrangeiros que já passaram pelo Clube de Regatas do Flamengo em sua história

O Flamengo anunciou nesta quarta-feira (29), a chegada de seu novo técnico para a temporada 2022. Trata-se do português Paulo Sousa, que estava comandando a seleção da Polónia.

A escolha por técnicos estrangeiros tem se tornado tendência no Flamengo e no futebol brasileiro. Mas, antes mesmo de Jorge Jesus, sucesso recente, o Rubro-Negro já havia apostado em treinadores de fora do Brasil.

Conheça agora no Mercado do Futebol, todos os 12 treinadores estrangeiros que já passaram pelo clube Mais Querido do Brasil!

1 – Ramón Platero 🇺🇾 (44,7% de aproveitamento)

Foto: Reprodução

Primeiro técnico da história do Flamengo e primeiro estrangeiro a comandar a Seleção Brasileira. Apesar de não ser muito lembrado, Platero protagonizou uma das situações mais inusitadas do futebol brasileiro: Treinou o Flamengo e o Vasco ao mesmo tempo em 1922.

2 – Juan Carlos Bertone 🇺🇾 (63,9% de aproveitamento)

Assumiu o Flamengo em 1925 e logo em seu primeiro ano conquistou o Campeonato Carioca, se tornando o primeiro técnico estrangeiro a conquistar um título pelo Rubro-Negro. Voltou a ser campeão estadual em 1927.

3 – Charles Williams 🏴󠁧󠁢󠁥󠁮󠁧󠁿 (38,5% de aproveitamento)

Primeiro técnico europeu a assumir o Flamengo, ficou no clube entre 1930 e 1931. A passagem não foi das melhores e o inglês acabou se destacando pelo Fluminense, rival do Mais Querido.

4 – Dori Kruschner 🇭🇺 (60% de aproveitamento)

Flamengo
Foto: Reprodução

O técnico representou uma revolução no futebol brasileiro. Foi o responsável por implementar o primeiro sistema tático no país com o famoso “WM” – em que cinco jogadores se posicionavam no campo de defesa formando a letra “M”, e os outros cinco faziam igual no campo de ataque com a letra “W”.

5 – Ernando Santos 🇵🇹 (64,5% de aproveitamento)

Flamengo
 Foto: Reprodução / Jornal dos Sports

O português que já havia comandado Departamento Técnico do clube recebeu a chance de se tornar treinador do Flamengo em 1947. Apesar de não ter conquistado títulos, o aproveitamento de Ernando chama atenção.

6 – Cândido de Oliveira 🇵🇹 (35,9% de aproveitamento)

Flamengo
Foto: Reprodução/Jornal dos Sports

O treinador veio ao Brasil para a Copa de 1950 e acabou aceitando o convite do Flamengo para ser treinador. O português ficou apenas 3 meses no cargo e pediu para não receber salário.

7 – Fleitas Solich 🇵🇾 (65,1% de aproveitamento)

Fleitas
Foto: Divulgação / Conmebol

Fleitas Solich é considerado um dos maiores técnicos da história do Flamengo. Comandou o Mais Querido em 526 partidas e ficou marcado por ter sido o primeiro treinador a escalar Zico, maior ídolo da história do Fla.

8 – Modesto Bría 🇵🇾 (62,3% de aproveitamento)

Site oficial do Flamengo

Bria trabalhou no Flamengo desde as categorias de base até chegar aos profissionais. O paraguaio acompanhou as transições de vários jogadores históricos, incluindo Zico e Maestro Júnior.

9 – Armando Renganeschi 🇦🇷 (52,5% de aproveitamento)

Técnicos
Foto: Reprodução /Manchete Esportiva

Primeiro e único treinador argentino da história do Flamengo, Renganeschi, conquistou o Carioca de 1965 pelo Rubro-Negro. Como jogador, atuou pelo Fluminense.

10 – Reinaldo Rueda 🇨🇴 (52,7% de aproveitamento)

Rueda
Gilvan de Souza/Flamengo

Tentativa recente, Rueda chegou ao Flamengo em 2017 após grande passagem pelo Atlético Nacional, da Colômbia. Ficou apenas seis meses no cargo, chegando as finais da Copa Sul-Americana e também da Copa do Brasil, amargando o vice-campeonato das duas competições.

11 – Jorge Jesus 🇵🇹 (81,6% de aproveitamento)

Foto: Reprodução

O Mister dispensa apresentações. Teve passagem avassaladora entre 2019 e 2020, sendo considerado por muitos o maior técnico da história do Flamengo. Ficou marcado pela conquista do Brasileirão e da Libertadores na mesma temporada.

12 – Domènec Torrent 🇪🇸 (64,1% de aproveitamento)

(Photo by Silvio Avila/Getty images)

Sucessor de Jorge Jesus, Torrent teve bom aproveitamento, mas não caiu nas graças de grande parte dos torcedores. Acabou sendo demitido após goleadas consecutivas para São Paulo e Atlético-MG.

Acompanhe Paulo Oliveira no Twitter

Maiores campeões estaduais na Série A Os 10 times mais valiosos do Brasil Lembra deles? Os medalhões que jogarão os estaduais longe dos holofotes 7 Jogadores Livres no mercado que poderiam reforçar seu time