Flamengo pode perder Bruno Henrique e Gabigol nas últimas rodadas do Brasileirão

Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Nos últimos jogos o Flamengo tem visto a importância de ter Bruno Henrique e Gabigol trabalhando juntos no time. No entanto, o clube pode ficar sem seus principais atacantes na reta final do Campeonato Brasileiro.

Isso porque o STJD decidiu reativar o processo de Bruno Henrique referente à 11ª rodada e também marcou o julgamento de Gabigol por ofensas à arbitragem no último jogo contra o Bahia.

A denúncia contra Bruno Henrique é pelo lance em que ele atingiu o rosto de Breno, que fraturou o nariz, na partida contra o Goiás. Durante o jogo, o atacante do Flamengo não chegou a receber alguma punição.

Anteriormente, a comissão disciplinar entendeu que não havia motivo para reconhecer a denúncia do Goiás pois o lance não fugiu da visão da arbitragem. Agora o caso será analisado pela Terceira Comissão Disciplinar e enquadrado no artigo de jogada violenta, onde o jogador pode pegar pena de um a seis jogos de suspensão.

Já Gabigol foi expulso aos 9 minutos no jogo contra o Bahia no dia 20 de dezembro. Na ocasião, o árbitro da partida, Flávio Rodrigues de Souza, afirmou que o atleta desferiu xingamentos contra ele.

Gabigol foi denunciado duas vezes no artigo 258 II do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que se trata de desrespeitar a arbitragem. A pena pode chegar a doze jogos de suspensão visto que a denúncia foi feita de acordo com o artigo 184 que estabelece a aplicação de forma cumulativa das penas no caso de duas infrações.

O julgamento de Gabigol está marcado para a próxima sexta-feira (5), às 10h e ocorrerá de forma virtual. O relator será o auditor Eduardo Mello. Vanderson Maçullo Braga Filho é o presidente em exercício da comissão.