Flamengo tem aumento no número de sócios com vaga na final da Libertadores

Com a classificação para final da Libertadores, o Flamengo teve um crescimento do número de sócios-torcedores. Isso justifica, já que cada clube terá direito de vender 25% dos ingressos disponíveis para a final em Montevidéu (URU). Durante a pandemia, o Rubro-Nego enfrentou uma queda em seu programa pela proibição de torcidas nos estádios.

Esse fator é o principal atrativo para quem adere ao produto. O Nação Rubro-Negra caiu para menos da metade para em torno de 50 mil. Agora, o programa registrou 5,5 mil adesões em cerca de uma semana. No dia da semifinal da Libertadores, havia 59 mil sócios. No final desta terça-feira (5), o site registrava 64.624 membros.

Além disso, não foi apenas a final da Libertadores que alavancou a procura. Anteriormente, o programa já tinha um crescimento de adesões desde que se iniciou a volta do público aos estádios. Inclusive, o Flamengo já jogou três partidas com a presença de torcedores, uma pela Copa do Brasil, outra pela Libertadores e uma terceira pelo Brasileiro.

Além disso, é certo que o sócio-torcedor será usado como critério para compras de ingressos para a final da Libertadores. Sócios que ficaram no programa durante a pandemia tiveram um upgrade em seus status para comprar bilhetes. As regras para a decisão, no entanto, ainda não foram definidas.

Por fim, a Conmebol espera para saber qual será o percentual de público liberado na final. Atualmente, o Uruguai permite 50% de torcida nos estádios. Há uma expectativa de que esse percentual possa subir para 70% ou até para um estádio cheio no futuro. Ainda não há prazo para entidade determinar a venda de ingressos.

Paulo Sousa promete quebrar o silêncio e falar sobre período no Flamengo FIFA 23: saiba tudo sobre o novo sistema de aceleração do game CRAQUES! Relembre os maiores artilheiros do Flamengo no século 21 COM MUDANÇAS! A provável escalação do Fluminense diante do Atlético-GO