Marcos Braz admite: “Não queria vender o Gerson”

Depois da coletiva de apresentação do zagueiro David Luiz, Marcos Braz respondeu perguntas da imprensa. Nesse sentido, o vice-presidente de futebol do Flamengo revelou que não queria ter vendido o volante Gerson. Por outro lado, ressaltou que a proposta mudaria a vida do jogador e ajudaria financeiramente o clube.

Sendo assim, a escolha foi negociá-lo. “Você acha que eu queria vender o Gerson? Eu não queria vender o Gerson, mas era uma proposta que mudava a vida do Gerson e era importantíssima para o Flamengo”,

disse Marcos Braz. Além disso, explicou o processo de negociação para contratá-lo.

“Quando o Gerson veio teve uma proposta em cima do Dynamo que era muito melhor que a do Flamengo, até pra Roma. A gente ajustou e trouxe com paciência. Quando a gente viaja a gente não viaja pra turismo. Quando faltou dinheiro a gente vendeu o jogador”

, finalizou.

Gerson foi vendido ao Olympique de Marselha em junho por 25 milhões de euros (cerca de 160 milhões de reais), além de metas que podem fazer a venda ficar maior. Assim, o Coringa vem se destacando no clube francês, onde inclusive já marcou um gol e deu uma assistência em quatro jogos.

Por fim, o Flamengo volta a campo na próxima quarta-feira, contra o Grêmio, na segunda partida das quartas de final da Copa do Brasil. Com vantagem de 4 a 0 no agregado, os comandados de Renato Gaúcho estão praticamente garantidos na semifinal da competição. A partida terá torcida no Maracanã.