Olimpia é multado pela Conmebol por caso de racismo contra jogadores do Flamengo

A Conmebol puniu o Olimpia (PAR) por ofensas racistas feitas por alguns torcedores em partida contra o Flamengo, em jogo válido pelas quartas de final da Copa Libertadores.

Por sua vez, a entidade multou os paraguaios com pena de 30 mil dólares (R$ 156,7 mil). No entanto, a decisão cabe recurso. Na ocasião, Gabigol e o goleiro Gabriel Batista foram alvos da torcida do Olímpia. Jogadores como Matheuzinho e Rodinei rebateram os paraguaios e o Flamengo relatou o caso ao delegado do jogo.

Ainda assim, o Código Disciplinar da Conmebol prevê a punição em um de seus artigos:

“Qualquer jogador ou oficial que insulte ou atente contra a dignidade humana de outra pessoa ou grupo de pessoas, por qualquer meio, por motivos de cor de pele, raça, sexo ou orientação sexual, etnia, idioma, credo ou origem será suspenso por, no mínimo, cinco partidas ou por um período de tempo de, no mínimo, dois meses. 2. Qualquer Associação Membro ou clube cujos torcedores incorram em comportamentos descritos no parágrafo anterior será sancionado com uma multa de, pelo menos, 15 mil dólares”.

O caso aconteceu no dia 11 de agosto, mais de um mês atrás. Na ocasião, o Flamengo venceu o Olímpia por 4 a 1 e encaminhou a classificação.