Saiba quantos gols faltam para Gabigol se tornar o maior artilheiro brasileiro na Libertadores

Após superar Zico e empatar com Pelé nos gols marcados pela Libertadores, Gabigol já está de olho no posto de maior artilheiro brasileiro da competição.

Na Copa Libertadores, Gabigol já superou Rogério Ceni e Zico em número de gols. Além disso, empatou com Pelé, agora com 17 bolas na rede, contando a trajetória por Santos e Flamengo. Assim, ele está a 12 de gols da marca de Luizão, o maior goleador do país na história do torneio.

Assim, caso o Flamengo chegue a final, ele ainda fará dez partidas pela Libertadores. Logo, se tiver uma performance espetacular, pode igualar Luizão ainda nesta temporada. Por outro lado, ele assinou contrato com o Flamengo até dezembro de 2024. Pelo poderio do clube rubro-negro, é muito fácil imaginar o time atuando em todas as próximas edições da disputa.

Nomes que estão à frente de Gabigol

Sendo assim, caso não seja negociado, Gabigol terá tempo e time suficientes para atingir metas individuais. Robinho, um dos mais famosos Meninos da Vila, tem 17 gols na Libertadores em 45 jogos. Gabigol, também revelado pelo Santos, precisou de apenas 26 partidas para empatar em gols com Robinho na competição continental.

Por fim, à frente do atacante flamenguista, estão alguns nomes que já se aposentaram, como Palhinha (Cruzeiro, Corinthians e Atlético), Jairzinho, Tita e Marcelinho Carioca. Todos esses fizeram 30 ou mais jogos em Libertadores. Luizão, somando Vasco, Corinthians, Grêmio e São Paulo, disputou 43 partidas do torneio para marcar seus 29 gols, o que dá uma média de 0,67 gol por jogo. A média de Gabigol na competição é muito similar (0,65).

Então, um rival de Gabigol que ainda está jogando é Fred, do Fluminense. Na disputa desse ano, chegou a 21 gols e já é o terceiro maior artilheiro nacional na história da competição. Contudo, Fred já tem 37 anos e não atua em um dos principais favoritos ao título da disputa. Para ele, claro, é mais difícil alcançar Luizão.