Fluminense quer manter Fernando Diniz para 2023

Após cinco meses à frente do Fluminense, o técnico Fernando Diniz deu uma sobrevida na sua carreira após as passagens apagadas por Santos e por último no Vasco. No Tricolor, Mário Bittencourt já planeja, caso reeleito em novembro, dar continuidade ao trabalho de Diniz para a próxima temporada. 

O contrato do técnico termina em dezembro deste ano e, apesar, da eliminação da Copa do Brasil, o treinador ainda é visto com bons olhos pela cúpula Tricolor e sua torcida. A tendência é que o comandante fique por mais tempo a frente do clube carioca.

Veja o que disse o presidente Mário Bittencourt:

– O nosso trabalho, especialmente com relação ao trabalho dele (Diniz), de reestruturação no campo, o futebol que a gente joga… A gente obviamente não está preocupado e avaliando a questão de resultados, e, sim, a continuidade desse trabalho. É um ano de eleição no Fluminense, já disse a ele que caso eu continue a partir de 2023 tenho interesse que ele fique conosco por muito tempo – disse Mário Bittencourt, que complementou:

– Inclusive, estruturando um trabalho que possa começar desde as divisões de base, para a gente criar uma identidade de jogo, um estilo de jogo que venha desde a base. Porque a gente gosta muito do estilo de jogo que ele implementou. Eu acho que o futebol brasileiro precisa disso. Precisa de modernidade, de um jogo de futebol que traga nossas características, que é ter posse de bola, que é jogar, agredir. A gente tem isso na cabeça. 

Por outro lado, o que pode atrasar a renovação de Diniz é a eleição que acontecerá em novembro, para decidir se Mário será reeleito ou terá um novo presidente. Na oposição há Ademar Arrais e Marcelo Couto. 

Os jogadores em atividade com mais partidas pela Argentina em Copas do Mundo Adversário duro! Relembre as campanhas da Croácia em Copas do Mundo Treinadores que podem deixar ou já deixaram o comando das Seleções após a Copa de 2022 Os jogadores em atividade com mais partidas de Copa do Mundo pela Seleção Brasileira