CALOTE? Bar cobra Presidente Santista por festa de comemoração

Desde que assumiu a presidência do Santos, José Carlos Peres tem passado por maus bocados. Encontrou um time mergulhado em dívidas, viu seus principais nomes saírem do time e se assusta a cada tentativa de contratação, por conta das pedidas dos atletas e seus empresários. O mais novo “problema” que surgiu foi com relação ao “Bar Básico”, que seu proprietário Sidney Garcia, conselheiro do Peixe, acusa o mandatário santista de calote, na festa pela vitória nas eleições em dezembro de 2017.

Segundo um levantamento feito pelo site Gazeta Esportiva, o estabelecimento estaria cobrando do presidente José Carlos Peres, o valor de R$ 7.750,00, que seria a metade do valor consumido naquela ocasião, de R$ 15.500,00. A outra parte já teria sido paga pelo vice-presidente Orlando Rollo. Peres em sua defesa nega o fato e afirma que o evento foi de responsabilidade do seu vice, Orlando Rollo. Segundo Sidney, o conselheiro frisa que já tentou receber o montante de “todas as formas amigáveis”. Em reportagem, Peres se defende: “essa despesa não foi minha em momento algum. Fui convidado a essa comemoração e lá permaneci por uma hora no máximo e fui embora. Tenho testemunhas de que fui convidado, eles estavam comigo e hesitei em ir. Quem contratou esta festa foi o Orlando Rollo”.

Atualmente a presidência santista está rachada. José Carlos Peres e Orlando Rollo estão rachados politicamente. Peres responde à dois pedidos de impeachment, enquanto o vice santista é contrário a diversas ações do presidente, e o fato é público há meses, tendo o vice presidente Orlando Rollo, já procurado formas de se desligar da atual diretoria.

(Foto: E5+Comunicação/ Divulgação/ Somos Todos Santos)

Passa nada! Os zagueiros mais valiosos da Copa do Mundo de 2022 Bernardo Silva rasga elogios ao Uruguai Fernando Santos confirma: Pepe será titular por Portugal Além de Neymar: craques que se machucaram em Copas do Mundo