PÓS-JOGO: Com dois gols de Thalles, Vasco vira sobre o Ceará e garante sua volta à elite

Maracanã lotado, torcida cantando alto… Esse, sem dúvidas, seria um palco e tanto para o Vasco garantir sua volta à Série A do Campeonato Brasileiro. Mas não foi tão fácil como parecia.
“Tem que vaiar mesmo. Estamos perdendo em casa, po”, diz Nenê ao seguir para o vestiário, no fim do primeiro tempo.
Isso explica o que foi a primeira etapa do jogo: Vasco jogando mal, errando passes, não saindo para o ataque e deixando espaços para o Ceará chegar no gol. E chegou! Aos 27 do primeiro tempo, o lateral Eduardo chuta de longe, Martin Silva fora de posição, não consegue chegar na bola. Ceará 1 a 0. Após o gol, a torcida por um momento gritou: “O Vasco é o time da virada, o Vasco é o time do amor”. Mas de nada adiantava, o time continuava apático e sem nenhum poder de reação.
Durante todos os primeiros 45 minutos, Ceará foi superior no jogo. A aflição por parte da torcida foi diminuindo por um motivo justificável: Oeste, naquele momento, faria o segundo gol contra o Náutico. Sendo assim, mesmo com a derrota, os vascaínos ainda estavam garantindo o acesso. E logo se iniciou o coro: “OESTE, OESTE”…
O Vasco iniciou o segundo tempo com uma substituição: Éder Luiz no lugar de Diguinho. E, logo aos 2 minutos da etapa final, a bola sobra pra Thalles, que livre, emenda de primeira para as redes. Vasco 1 a 1. E não parou por aí. Dois minutos depois do empate, após cobrança de lateral, a bola chega em Thalles, mais uma vez, e ele não perdoa: De cabeça, o atacante vascaíno vira o jogo no Maracanã, para festa da torcida. O Ceará ainda teve a chance de empatar com Wescley, mas a bola explodiu no travessão e, em seguida, Douglas Luis afastou o perigo.
Sem mais, a equipe Cruz-Maltina segurou o resultado até o fim, e o placar foi esse: Vasco 2 a 1, classificado para Séria A de 2017.
O Gigante da Colina termina na terceira posição, com 65 pontos. Atlético-GO, Avaí e Bahia são os outros classificados para a Série A.

NBA: Confira o top-10 dos maiores pontuadores da história do basquete. Novo treinador do Vitória! Os números de Léo Condé em seus últimos 10 clubes NBA: Os melhores apelidos da história da liga Jogadores que podem chegar ao seu clube de forma gratuita