Entenda a cláusula de renovação automática do meia Robinho

O meio-campista Robinho chegou ao Grêmio em Agosto, mas até agora não conseguiu adquirir a confiança da torcida através de boas partidas. O seu contrato tem término ao final da temporada e apesar de ser passível de renovação o jogador ainda não tem permanência garantida.

O contrato fixado entre o clube e o atleta possui cláusula de renovação automática, mas não tão polêmica quanto a estipulada no contrato do Thiago Neves. A principal diferença é que o Robinho tem que entrar em campo para atuar, não bastando apenas estar relacionado para a partida.

A renovação do meia para mais uma temporada só acontecerá caso ele jogue pelo menos 50% das partidas oficiais desde que chegou ao clube. No momento, ele já jogou 15 partidas dos 26 confrontos válidos e isso resulta em 57% de aproveitamento. A questão é que Robinho não foi utilizado nas últimas quatro partidas e no momento está se recuperando de um desconforto muscular.

O Grêmio tem 20 duelos marcados em que o jogador pode atuar (impedido na Copa do Brasil). Pela projeção atual, só poderá atuar em mais seis jogos para não ter renovação automática. Dependendo do avança do time gremista na Libertadores, o cálculo poderá ser alterado.

Crédito da imagem: GFBPA.

Resta1