Felipão é modesto e se contenta em apenas cumprir sua missão de salvar o time do rebaixamento

A vitória do Grêmio sobre o Ceará fez a equipe subir mais uma posição na tabela de classificação. O Tricolor saiu, por sua vez, da 19ª posição para a 18ª. Não saiu, entretanto, da zona de rebaixamento, mas tem um aproveitamento alto com Felipão. Porém, apesar dos bons números, o técnico é modesto e se contenta em apenas salvar o Grêmio da queda. 

Assim, para o técnico o único objetivo é que o Grêmio termine na 16ª posição. O duelo contra o Ceará foi o décimo jogo de Felipão no Campeonato Brasileiro. Sob seu comando o time gaúcho tem cinco vitórias, dois empates e três derrotas. E o aproveitamento é de 56,6%, superior, por exemplo, ao do Fortaleza, atual quarto colocado. Porém, os bons índices não fazem o técnico sonhar demasiadamente a ponto de conseguir algo que não seja apenas deixar o Z-4. 

“Vocês estão brincando. O Grêmio é o 18º. Não pode pensar em coisa maior de jeito nenhum. Nossa coisa maior neste momento é pensar em 16º, 15º e olhe lá. Os outros também jogam e vencem. Queremos em sete, oito jogos, brigar por 14º, 13º posição. Não é assim.”, esclareceu Felipão. O técnico ainda foi bastante enfático ao explicar as condições do Grêmio no atual momento.  

“O primeiro passo é solidificar como equipe e sair do Z-4. Ainda não terminamos o primeiro turno e estamos no Z-4. Se terminássemos fora, seria uma coisa. Mas ainda enfrentamos dificuldades. Nós tínhamos dois pontos em oito jogos. Em 10 jogos, fizemos 17 pontos, quase 60%. Se continuarmos com 60%, vamos respirar no final. Se não continuarmos assim, vamos sempre sofrer.”, explicou. 

(Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

Luiz Felipe Scolari no comando do Athletico-PR As artilheiras das últimas 10 edições da Champions League Feminina NA MIRA DO TIMÃO! Os números da carreira de Michael Confira os detalhes do novo manto celeste do Cruzeiro