Marcos Herrmann pede demissão e não é mais vice-presidente do Grêmio

O vice-presidente do Grêmio, Marcos Herrmann, pediu demissão após a derrota para o Fortaleza não é mais dirigente do Tricolor.

Herrmann vinha sendo alvo de críticas da torcida gremista, mas tinha a confiança do presidente Romildo Bolzan, que chegou a elogiá-lo em entrevistas.

Após derrota para o Cuiabá circulou notícias de que Herrmann teria pedido demissão, mas o dirigente foi até esta quarta-feira (13) no cargo.

Marcos Herrmann estava no Grêmio desde abril de 2021. O Tricolor deve oficializar a sua saída em breve.