Renato Portaluppi justifica ordem para jogadores forçarem cartão amarelo: “Sou pago para pensar”

O Grêmio venceu o Sport por 3 a 0 na última terça-feira (20), na Arena. No entanto, não foi somente o resultado da partida que chamou atenção.

Com o fim do jogo se aproximando, o técnico Renato Portaluppi deu ordem para os jogadores pendurados forçarem cartões. Assim, cumpre-se suspensão diante do Sampaio Correia, ficando livres para a reta final da Série B.

Edilson, Diogo Barbosa e Bruno Alves foram os escolhidos por Renato Portaluppi. Desses, dois foram amarelados por retardar o início do jogo e um por reclamação.

Após a partida, o técnico justificou a ordem: “Eu sou pago para pensar… Vamos ficar 10 dias sem jogar e depois teremos uma sequência forte. Pensei em queimar os cartões pois assim conseguimos ter os jogadores inteiros para a sequência final e decisiva.”, explicou Renato.

Os lutadores com mais vitórias por decisão dentro do UFC Gabriel Jesus fala sobre Guardiola e se diz “mais solto” no Arsenal Os brasileiros com mais corridas disputadas na história da Fórmula 1 Desfalques, prováveis escalações, onde assistir e mais: Tudo sobre Vasco x Londrina pela Série B