Klopp condena expulsão de Darwin Nuñez, mas diz: “Vamos torná-lo mais forte”

Foto: Getty Images.

Nesta segunda-feira (15), o Liverpool empatou com o Crystal Palace em 1 a 1 pela segunda rodada da Premier League. Os Reds saíram atrás no placar após Zaha abrir o marcador, porém Luis Díaz empatou a partida em Anfield com um belíssimo gol.

Pouco antes do gol de empate dos donos da casa, Darwin Núñez, atacante do Liverpool, caiu na pilha de Joachim Andersen e agrediu o zagueiro, o que acabou gerando sua expulsão aos 12 minutos do segundo tempo. A atitude infantil do uruguaio fez com que o Liverpool ficasse com a difícil missão de tentar, pelo menos, empatar o confronto jogando com um jogador a menos.

A atuação dos Reds não foi boa, sendo esse o segundo empate em dois jogos na atual temporada, ou seja, a equipe de Klopp somou apenas dois pontos de seis disputados. Após o confronto, o alemão comentou sobre a expulsão de Darwin, mas afirmou que usará do ocorrido para deixá-lo mais forte e confiante.

“Darwin sabe que decepcionou os seus companheiros. Eu vou falar com ele. Não foi uma reação que queremos ver. Ele sabe que será desafiado dessa maneira, os zagueiros farão isso, mas não é uma reação que queremos ver”, afirmou o técnico do Liverpool.

“Mas vamos usar o tempo de forma produtiva. Vamos usar a suspensão para o trabalho físico para torná-lo forte – não um castigo, mas para torná-lo mais forte”, completou.

Gabriel Jesus fala sobre Guardiola e se diz “mais solto” no Arsenal Os brasileiros com mais corridas disputadas na história da Fórmula 1 Desfalques, prováveis escalações, onde assistir e mais: Tudo sobre Vasco x Londrina pela Série B Veja o time dos candidatos e atuais presidentes de alguns países pelo mundo