Manchester United faz gol de pênalti revisado pelo VAR no último minuto e vence o Brighton

Não foi nada fácil para o Manchester United. Diante de um intenso Brighton, a equipe comandada por Ole Gunnar Solskjær sofreu para vencer por 3 a 2, neste sábado (26), fora de casa.

O Brighton foi superior no primeiro tempo. Propondo o jogo com a bola nos pés e tendo efetividade na marcação e transição rápida, a equipe da casa acima de tudo mostrou repertório. Já o United sentiu dificuldades de se impor e quebrar as linhas adversárias.

Com certo domínio, o Brighton teve duas bolas na trave, especialmente uma Trossard, além de outras chances de abrir o placar. O time de Manchester chegou com eficiência em triangulação rápida do ataque, mas o lance estava impedido.

Somente aos 40 minutos aconteceu o gol: Lamptey, um dos destaques da Premier League, sofreu pênalti de Bruno Fernandes. Maupay deu de cavadinha contra De Gea e marcou. O Manchester United conseguiu chegar ao empate ainda no primeiro tempo. Bruno Fernandes cobrou falta, Matic desviou para o meio da área e o zagueiro Maguire completou para o fundo da rede. O jogo foi 1 a 1 para o intervalo.

O segundo tempo começou com o VAR ativo: primeiro, ajudou a retirar um pênalti a favor do Brighton. Em seguida, anulou mais uma vez um gol de Marcus Rashford. O United conseguiu virar o jogo em jogada do próprio Rashford, após grande passe de Bruno Fernandes em contra-ataque rápido.

O Brighton teve mais volume e continuou atacando. Foram cinco bolas na trave ao longo do jogo, sendo três de Trossard. Apesar da grande pressão pelo gol de empate, o United estava conseguindo se segurar. Porém, o time da casa fez o gol de empate quase no último minuto e empatou a partida. Em um pênalti revisado pelo VAR com a partida até já encerrada, Bruno Fernandes novamente colocou o United em vantagem.

Resta1

Paulo Sérgio

Um doente e apaixonado pela magnitude e beleza do futebol. Nunca será apenas um jogo!