Entrevista com o atacante Junior Moraes, do Dínamo de Kiev

Aluísio Chaves Ribeiro Moraes Júnior, nasceu em Santos/SP no dia 4 de abril de 1987 (28 anos), nosso entrevistado foi revelado no grande celeiro de craques: o Santos Futebol Clube, depois atuou por Ponte Preta e Santo André, na Europa atuou por Gloria, da Romênia, Metallurg Donetsk, da Ucrânia e CSKA Sofia, da Bulgária, atualmente está no Dínamo de Kiev. Atleta que é conhecido e reconhecido pelo seu bom futebol mostrado no leste europeu.

Créditos: Agradeço a colunista do Flamengo Larisse Fontana pela ajuda nesta entrevista, sem a sua participação, não conseguiríamos a entrevista com o nosso nobre colega Júnior Moraes, obrigado.

 

1- Você nasceu em Santos/SP no dia 4 de abril de 1987 começando na base do Santos Futebol Clube. Poderia comentar como foi a sua passagem pela base do time paulista? Qual é o segredo deste clube em relação a revelar excelentes jogadores? Fale sobre sua passagem pelo profissional do clube?

R: Eu cheguei no Santos com 10 anos de idade, como alguns jogadores que se destacaram no futsal da cidade, fui convidado para fazer parte da categoria de base do Santos. O clube privilegia muito seus ex-jogadores e a maioria dos treinadores da base são ex-atletas que fizeram sucesso no clube, acho que isso ajuda muito no desenvolvimento dos jovens jogadores, sem falar que o Clube da muito valor para um Futebol ofensivo e de qualidade. Minha passagem pelo profissional foi pouco tempo porém vivi os extremos, das maiores glorias fazendo o gol na minha estreia num jogo muito difícil contra Ponte Preta, e fazendo o gol do titulo. Na final do campeonato paulista 2007 e no ano seguinte amargar a falta de oportunidade com a chegada de outro técnico.

FINAL CAMPEONATO PAULISTA 2007 - SANTOS X SÃO CAETANO

2- Comente sobre sua passagem na Ponte Preta em 2008 e Santo André em 2009, quais foram os pontos positivos e negativos de jogar em clubes do interior paulista?

R: Após passar bom tempo sem ter oportunidade no Santos, decidi sair para ter uma sequência de jogos que é muito importante para qualquer jovem jogador que esteja procurando se firmar no profissional, porem não tive tanta oportunidade nesses dois clubes também, mesmo com a promessa dos diretores que teria oportunidade de jogar isso nunca foi feito.

 

3- Sua primeira parada no futebol europeu foi na liga romena, fale sobre sua passagem pelo Gloria Bistrita?

R: Então eu já estava bem desiludido, após ter um inicio promissor em 2007 no profissional, em 2008/2009 foi uma temporada mesmo de aprendizagem e amadurecimento. Foi então que percebi que algo precisava mudar. Então tive essa proposta do Gloria, desse então eu não tinha ideia do que viria pela frente, busquei algumas informações pela internet, vi que o Clube tinha uma estrutura legal e então decidi aceitar o desafio (proposta). E foi lá Na Romênia em 2010 que tive essa sequencia de jogos que tanto precisava, consequentemente fui ganhando confiança para jogar e desse então minha carreira fluiu. Mas preciso dizer que sair do Brasil não foi fácil, tive que abrir mão de muita coisa, também comecei a treinar e me preparar muito mais, eu decidi vencer e não olhar para as dificuldades. Desse então cada ano que passa tenho evoluído cada vez mais!

 

4- Na temporada 2011/2012, atuou no clube mais tradicional da Bulgária, o CSKA Sofia, onde foi artilheiro do campeonato nacional, como é atuar no futebol búlgaro? A Bulgária tem condições de ascender e conseguir disputar de igual para igual competições a nível europeu?

R: Foi muito bom voltar a jogar num clube grande de tradição, o campeonato não tem condições top da Europa, mas o clube sim.

5f50847410702335378abf34ad9005d2

5- Atuou durante 4 temporadas no Metallurg Donetsk (time de porte médio na Ucrânia), onde se destacou, sendo até vice artilheiro do campeonato nacional na temporada 2012/2013 e atual maior artilheiro da história deste clube, comente sobre a organização do futebol ucraniano, sua passagem pelo clube e quais são as diferenças e semelhanças entre o futebol ucraniano e brasileiro?

R: (Foram 3 anos) eu aceitei a proposta do Metallurg por que realmente a estrutura do clube e o projeto eram diferenciados, avião privado, centro de treinamento 5 estrelas, etc.. A semelhança entre os clubes brasileiros e ucranianos são muito diferentes em todos os aspectos. Organização, mentalidade.

Júnior_Moraes

6- Essa temporada foi contratado por um dos times mais tradicionais da Ucrânia, o Dínamo de Kiev, e em pouco tempo está conseguindo bons resultados e até gol na Liga dos Campeões da Europa, aborde sobre este excelente começo de temporada?

R: A adaptação não está sendo fácil porque tive que mudar minha forma de jogar, porém com ajuda do pessoal do clube as coisas estão indo muito bem.

1434433243

7- Seu nome aos poucos está ficando mais conhecido no Brasil, as suas boas atuações ao longo do tempo podem render uma convocação na seleção brasileira, aos 28 anos, ainda tem esperança de atuar pela seleção canarinho?

R: Eu tenho o sonho de ser convocado para seleção, por isso recusei algumas propostas financeiramente magnificas e continuei na Europa, estou evoluindo a cada ano e agora jogando a Champions ajuda.

 

8- O atacante tem a responsabilidade de uma torcida nos pés e sempre será cobrado mesmo que esteja fazendo muitos gols. O que tem para aconselhar para a nova geração de atacantes que está se formando no país?

R: A cobrança do futebol brasileiro é enorme para os atacantes, o futebol é bom porque a cada semana vc tem a oportunidade mudar a história.

 

9- Sabemos que está em ótima fase no leste europeu, porém perguntamos se teria algum interesse no futuro em regressar ao Brasil ou disputar uma liga em crescimento, como a MLS ou as dos países do Oriente Médio?

R: Eu tenho muita saudade do futebol brasileiro, eu sai muito cedo do Brasil e quase não desfrutei disso, mas eu já construí um nome aqui Na Europa e voltar para o Brasil teria que começar tudo novamente. Antes de acertar com o Dinamo Kiev eu recusei ofertas da China, Emirados e EUA para continuar na Europa.

 

10- E por fim, uma mensagem aos leitores do site Mercado do Futebol.

R: Quero deixar um Abraço a todos que curtem e seguem o mercado do futebol, espero que gostem da entrevista!! Sinal com polegar para cima.

622_ca7d710a-245c-36f2-8796-aa6821456216