Entrevista com o treinador Odilon Junior

A entrevista de hoje e com o multi campeão Odilon Junior. O ex-goleiro, ex-preparador de goleiros e atualmente treinador

 

 

1- Nos conte um pouco da sua carreira (de jogador a treinador)?

R: Comecei a jogar no Goiânia EC depois me transferi para o Grêmio EI atual Grêmio Anápolis ambas as equipes de Goiás. Logo depois fui para o Primavera FC de Indaiatuba (SP), em seguida indo para AA Aparecidense de Goiás e fomos campeões goiano da terceira divisão de forma invicta. Depois tive passagens por São José e Atlético Monte Azul também de São Paulo. Depois joguei no Miracema FC de Tocantins e logo em seguida no Trindade Atlético Clube de Goiás onde novamente fui campeão goiano da terceira divisão e no ano seguinte conquistamos o acesso para primeira divisão goiana joguei também no Mato Grosso na Cacerense último clube meu como jogador. Depois disso um ex-treinador de goleiros que eu tive me indicou para trabalhar nas categorias de base do Atlético-GO como preparador de goleiros.

R: Eu já pensava como jogador, em ser treinador, então aceitei o convite. Me adaptei rápido tive a oportunidade de trabalhar com vários treinadores diferentes e sempre absorvente alguma coisa. Quando fui para Vilhena EC de Rondônia, o treinador saiu e eu como membro da comissão técnica assumir a equipe. Já pretendia ser treinador então dei sequência na carreira como técnico de futebol.

 

Foto: Atlético-GO.

 

2- Como foi a experiencia de jogar um campeonato belga?

R: Tive uma rápida passagem pelo Anderlecht, porém não joguei era sempre relacionado para os jogos, mas não tive oportunidade de jogo, porém é um futebol mais rápido e de mais força e taticamente muito organizado, com treinadores que desenvolvem uma maneira um plano de jogo próprio que criam seu próprio modelo de jogo, para ser trabalhado no dia dia, e ser executado com perfeição nas partidas. Foi um aprendizado único.

 

 

3- Como foi sua experiencia no futebol rondoniense?

R: Foi uma experiência muito boa de muito aprendizado. No Futebol de Rondônia, fui campeão invicto em 2016 e terceiro colocado em 2017.

 

 

 

4- Como era a estrutura do Anderlecht?

R: Quando eu tive lá há 14 anos, a estrutura era algo que eu nunca tinha visto. Era uma estrutura que hoje é as dos grandes clubes aqui no Brasil.

 

 

5- Um sonho como treinador?

R: Meu sonho ou objetivo como treinador é de ser treinador dos grandes clubes do futebol brasileiro e clubes na Europa estou trabalhando e me preparando para galgar esses objetivos, que para honra e glória ao nosso Senhor Jesus eu vou alcançar.

 

 

6- Qual seu ídolo no futebol?

R: Como fui goleiro. Os jogadores que sempre admirei são arqueiros e sempre gostei muito do Marcos do Palmeiras, do Dida do Milan e do Van Der Sar holandês do Manchester United. Até pela minha idade foram esses os goleiros que eu cresci vendo eles jogarem e como treinador gosto do trabalho do José Mourinho e do Vanderlei Luxemburgo.

 

 

7- Sua família te apoia?

R: Minha mãe Vilma, e meu Padrasto Luiz, são os principais incentivadores desde quando eu jogava juntamente com meus irmãos e minha esposa Patrícia.

 

 

8- Deixe um recados para seus amigos e admiradores do seu trabalho:

R: Agradeço por sempre me apoiarem, e torcerem pelo meu sucesso e que Deus possa abençoar todos eles.