Auckland City: O maior dos semi-profissionais disputa mais um mundial.

Auckland City FC's Angel Berlanga, right, celebrates with Auckland City FC's Ryan De Vries, who made the assist, after scoring during the semi final soccer match between Auckland City FC and San Lorenzo at the Club World Cup soccer tournament in Marrakech, Morocco, Wednesday, Dec. 17, 2014. (AP Photo/Christophe Ena)

Equipe: Auckland City Football Club
Fundação: 6 de fevereiro de 2004 (11 anos)
Estádio: Kiwitea Street (3.500 pessoas)

nz@auc

Títulos:
Nacionais
New Zealand Football Championship-NZFC: 6 (2004-05, 2005-06, 2006-07, 2008-09, 2013-14, 2014-15)

Internacionais
Liga dos Campeões da OFC: 7 (2006-2007, 2008–09, 2010–11, 2011–12, 2012–13, 2013–14, 2014-15)

O Caminho para o Mundial:

O Auckland City conquistou seu sétimo título de campeão continental em 11 anos de existência, primeiramente sendo líder do Grupo B com 9 pontos (100% de aproveitamento), Amicale de Vanuatu 6 pontos, Suva FC de Fiji com 3 pontos e Western United das Ilhas Salomão ficou com nenhum ponto.

Na semifinal, o Auckland City venceu o FCN Gaïtcha da Nova Caledônia por 1 a 0 (gol do lateral direito croata Marko Dordevic), na final o Auckland City enfrentou o Team Wellington, também da Nova Zelândia (clube que briga com o Waitakere United pelo posto de segundo maior time do país), no tempo normal foi 1 a 1 (gol do atacante português João Moreira e do lateral-esquerdo Ian Hogg) nos pênaltis o placar foi 4 a 3.

O-Auckland-City-precisou-se-esforçar-para-ficar-com-o-título-da-Liga-dos-Campeões-da-Oceania-2014-15

Participação em Mundiais:

A primeira participação foi em 2006 com o sexto lugar e uma derrota contra o Al-Alhy, do Egito por 2 a 0, em 2009 conseguiu passar de fase vencendo o anfitrião Al-Ahli por 2 a 0 (gol de Dickison e Coombes), na segunda fase perdeu para o Atlante, do México por 3 a 0.

Em 2011, 2012 e 2013 ficou na sétima e última posição perdendo o confronto para os anfitriões Kashiwa Reysol por 2 a 0, Sanfrecce Hiroshima por 1 a 0 e o Raja Casablanca por 2 a 1 (nessa partida quase conseguiu levar a partida para prorrogação).

Em 2014, conseguiu o que parecia impossível um honroso e especial terceiro lugar vencendo o marroquino Moghreb Tetouan nos pênaltis por 4 a 3, sendo 0 a 0 no tempo normal, venceu o argelino ES Sétif por 1 a 0, gol de John Irving, na semifinal jogou de igual para igual com o San Lorenzo da Argentina perdendo na prorrogação por 2 a 1, na disputa do terceiro lugar venceu o “favorito” Cruz Azul do México nos pênaltis por 4 a 2, no tempo normal 1 a 1 (gol de Ryan de Vries e Rojas).

O-Auckland-City-fez-história-no-Mundial-de-Clubes-da-FIFA-ao-atingir-o-terceiro-lugar-do-torneio

Elenco para o Mundial:

A equipe manteve uma base da temporada passada: o lateral japonês Takuya Iwata, o zagueiro espanhol Angel Berlanga e o sérvio Marko Dordevic, o experiente zagueiro/volante Ivan Vicelich, o volante croata Mario Bilen, o meia Cameron Lindsay, os atacantes sul-africano Ryan De Vries, o português João Moreira e o argentino Emiliano Tade.

Dos 26 atletas, temos 12 estrangeiros (3 espanhóis, 1 sérvio, 1 croata, 1 japonês, 1 sul-coreano, 1 sul-africano, 1 português, 1 argentino e um salomônico), além do técnico espanhol Ramon Tribulietx, de 43 anos que está há 8 anos na equipe (dois anos como coordenador técnico e seis anos como técnico).

Expectativa na competição:

O fato de ser um time semi-profissional deixa o Auckland City em desvantagem perante aos outros clubes (todos profissionais), contudo o terceiro lugar ano passado deixa a impressão que o time neo-zelandês pode brigar por algo a mais do que passar somente pela primeira fase.

A equipe enfrentará o Campeão Japonês (ainda não definido) e se passar enfrentará o Mazembe, do Congo, se vencer enfrentará o River Plate e se conseguir a façanha de ser a final enfrentará o vencedor da outra chave.

#GONAVYBLUES #AUCKLANDCITY

O-Auckland-City-avançou-no-Mundial-de-Clubes-da-FIFA-apenas-pela-segunda-vez-na-história