Abel Ferreira defende Luiz Adriano após críticas da torcida

(Foto: Cesar Greco | Ag. Palmeiras)

Atacante passa por má fase na temporada e sequer teve nome cantado pela torcida. Abel defende o camisa 10

Mesmo com a vitória diante do Interacional, por 1×0, nesse domingo (17), no Allianz Parque, o atacante Luiz Adriano não teve vida fácil com a torcida do Palmeiras.

Na última partida em casa, na derrota para o Red Bull Bragantino, jogo que marcou o retorno da torcida palmeirense ao Allianz Parque, Luiz Adriano se envolveu em discussões com torcedores. No jogo deste domingo, contra o Internacional, todos os jogadores e o técnico Abel Ferreira tiveram seus nomes gritados pela torcida, exceto o camisa 10.

Em entrevista coletiva concedida após a partida, o técnico Abel Ferreira defendeu o atacante, pedindo para que a torcida concentre as críticas no treinador:

– Faço um desafio para os torcedores: quando quiserem criticar, critiquem o treinador. O que quiserem desabafar, desabafem em mim. Deixem os meus jogadores, apoiem, deem força. Quando o Luiz Adriano foi cortar uma bola no canto, todo o estádio deu força. Tenho certeza de que se todos fizerem isso, vamos ter o máximo do Luiz Adriano. O Luiz tem tido um bom comportamento quando joga ou não. Ele é um chama-títulos. Critiquem a mim, me xinguem, tenho as costas largas. Apoiem os jogadores. Se fizerem isso, nossos jogadores vão ser melhores.

O camisa 10 teve atuação discreta neste domingo. Apesar de se movimentar bastante, não teve nenhuma finalização ao gol. Ao ser substituído, ouviu uma mistura de aplausos com vaias da torcida e um coro, vindo do setor das torcidas organizadas: “Luiz Adriano, preste atenção, muito respeito com a camisa do Verdão!”.

Referência do ataque do Verdão na temporada passada, o atacante tem apenas 4 gols marcados nos 30 jogos disputados na atual temporada. Mesmo em má fase, o jogador tem a confiança da comissão técnica e dos companheiros de elenco.