Abel mostra incômodo com derrota, mas garante que ainda vai brigar pelo título

(Foto: Cesar Greco | Ag. Palmeiras)

Treinador se mostrou incomodado com falta de concentração do time, mas vê margem para melhora.

O Palmeiras se complicou na busca pelo título do Campeonato Brasileiro. Com a vitória contra o Athetico-PR e tropeço do Galo, na última rodada antes da parada para os jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo, o time de Abel Ferreira conseguiu diminuir a diferença para o líder para 4 pontos e encheu o torcedor de esperanças.

Entretanto, após duas semanas apenas com treinos, o Palmeiras não foi bem e perdeu para o Flamengo, nesse domingo (12). Com a derrota, além de ver a diferença para o líder aumentar para 7 pontos, o Flamengo encostou, estando agora apenas a 1 ponto do Verdão, com dois jogos a menos.

Em coletiva após mais uma derrota no Allianz Parque, Abel Ferreira mostrou incômodo, principalmente com o primeiro gol do Flamengo, que aconteceu no minuto seguinte ao do Palmeiras:

– A equipe teve personalidade e criou, mas neste nível, quando estamos disputando título, não podemos sofrer um gol logo em seguida de termos marcado. Tem tudo a ver com concentração, o gol foi na saída de bola do adversário. Quando competimos pelo título, não se pode sofrer um gol assim.
Temos que melhorar, assumir que erramos. Em determinados momentos, cometemos erros primários, que não podemos cometer – disse o português.

Apesar do resultado, Abel gostou da atuação do time no primeiro tempo:

– Nas estatísticas, nós conseguimos empurrar o adversário para trás, e eles se defenderam bem. Sobre a fase final, tínhamos que arriscar, tiramos o Piquerez e colocamos o Scarpa naquela posição para tentar fazer tabelas com o Willian. Faltou chegar ao último terço e definir melhor as ações que criamos.

Mesmo com a derrota para mais um concorrente direto ao título, o treinador vê espaço e margem de melhora para os próximos jogos:

– Antes do jogo falei das quatro dimensões: tática, técnica, física e mental. Hoje teve falta de foco no primeiro gol. Na parte física, fomos melhores. E depois falamos dos detalhes, que fazem diferença quando jogamos contra equipes do mesmo nível. Mais do que tática, onde estamos preparados, são os detalhes. Não podemos sofrer um gol logo depois de fazer um. O bom disso tudo é que há margem para melhorarmos – finalizou o treinador.

O treinador admitiu os erros mas que que vai continuar na briga pelo título, independente das dificuldades:

– Vamos olhar para os erros que cometemos, há muita margem para nós continuarmos a crescer, individualmente e coletivamente. Estamos a sete pontos do líder, isso é uma maratona, e nossas ambições, os nossos objetivos são exatamente os mesmos no Brasileirão: vamos lutar pelo título, com mais dificuldade ou com menos dificuldades – completou.

O Palmeiras terá mais uma semana cheia para recuperar os atletas que jogaram contra o Flamengo e se preparar para enfrentar a Chapecoense, no próximo sábado, às 17h, fora de casa. Na terça-feira seguinte (21), o Palmeiras já tem o primeiro jogo da semifinal da Libertadores, contra o Atlético-MG, no Allianz Parque.