Com mudanças, Vasco vai à Goiânia para enfrentar o Goiás

Time pode sofrer até quatro alterações em relação ao jogo contra o Caracas.

Após acabar com a sequência de nove jogos sem vitórias, o Vasco agora vira a chave para o Brasileirão, onde ocupa a 17ª colocação. A vitória por 1×0 em cima do Caracas pela Sul-Americana não só encerrou o jejum, mas deu a vantagem do empate para o jogo de volta. Além disso, contou com a volta de Tiago Reis ao time. Ele não jogava sob o comando de Ramon Menezes, ficando somente no banco ou fora da relação de jogadores. Agora, ganhou uma chance com Ricardo Sá Pinto, que o elogiou. “Tiago é da base, teve sempre notoriedade e foi artilheiro da Copinha. Sabemos da qualidade, é um finalizador nato e não precisa de muitas oportunidades para fazer gol. É um jovem jogador que precisa jogar e continuar a evoluir. Vou tentar ajudá-lo.”, disse o treinador.

Desfalques e voltas

No Brasileirão, o time carioca pega o Goiás nesse domingo, às 20:30, e pode sair da zona de rebaixamento caso vença. Contudo, é preciso que Bahia, Bragantino ou Botafogo tropecem. Em Goiânia, é certo de que o Vasco não jogará com dois titulares do último jogo. Na zaga, Castán não joga (suspenso pelo terceiro cartão amarelo) e Cayo Tenório está com COVID-19, assim como Marcelo Alves. Ricardo Graça deve ser o substituto do camisa 5, enquanto Léo Matos já está regularizado no BID e em condições físicas para substituir Cayo. Ademais, antes lesionado, Benítez tem chances de jogar contra o Goiás, no Estádio da Serrinha. Germán Cano, no entanto, está em um estágio de recuperação inferior ao do camisa 10, mas não descartaram sua entrada em campo.

Dessa forma, de acordo com o GE, o Cruz-maltino deve ir a campo com: Fernando Miguel; Léo Matos, Miranda, Ricardo Graça e Henrique; Andrey, Léo Gil (Vinícius), Carlinhos e Benítez; Talles Magno e Tiago Reis.

O time de Enderson Moreira deve jogar com os seguintes nomes: Tadeu; Edílson, Heron, David Duarte e Jefferson; Breno, Ariel Cabral e Shaylon; Keko, Vinícius e Rafael Moura.

Retrospecto

Segundo o site “oGol”, ao todo, foram 45 confrontos entre vascaínos e esmeraldinos. Os cariocas têm a vantagem, com 20 vitórias, enquanto os goianos venceram 12 vezes. O Vasco possui vantagem dentro de casa e pode equilibrar o retrospecto fora: em seus domínios, foram 12 triunfos contra 3 do Goiás, além de 6 empates. Fora do seu mando, o Gigante ganhou 8 confrontos contra 9 dos donos da casa (7 empates). Em relação aos gols, foram marcados 76 pelo clube carioca e 65 sofridos. O próximo jogo entre ambos será amanhã (01), às 20:30, no Estádio da Serrinha.

Foto de capa: Heber Gomes/AGIF.

Resta1

João Amaral

Possível jornalista no futuro, carioca e torcedor nas horas vagas. "Quanto mais difícil é a vitória, maior é a felicidade de ganhar"