Brasil quer contar com Neymar nas Olimpíadas, mas depende da liberação do PSG

O principal jogador do país, Neymar entrou na mira de André Jardine, técnico da seleção brasileira olímpica, para os Jogos de Tóquio.

Após ter sido decisivo nas Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro, o Brasil está em um plano ambicioso e quer conquistar novamente o ouro olímpico. Para isso, o técnico da seleção olímpica, André Jardine, deixou claro que deseja contar com o meia-atacante do PSG. No entanto, a situação depende apenas do desejo do treinador.

“Sem dúvida. Partindo do princípio de que queremos formar a seleção mais forte possível, entra em cena o Neymar, que é o carro-chefe da seleção principal e o melhor brasileiro ativo. Estamos falando de um craque com um poder de decisão absurdo, uma força desestabilizadora para o adversário, que joga em um grande clube. Ele pode estar no auge de sua carreira”

, disse. Por outro lado, a situação é complexa.

Foto: Getty Images

O desejo de Neymar viajar para Tóquio e defender o Brasil é fundamental, mas não garante sua participação. Por não se tratar de data-fifa, o PSG não é obrigado a liberar o brasileiro. Sendo assim, levando em conta que Neymar é fundamental para o time francês, dificilmente sua participação poderá ser confirmada. No entanto, Jardine sabe das dificuldades, mas não descarta o jogador.

“Para nós, isso seria um ativo de enorme qualidade. Entendemos que a situação é complexa. Deixamos isso para a instituição. Essa é uma questão que vai além das minhas prerrogativas como treinador e diz respeito mais à CBF, ao PSG e ao próprio jogador”, disse. Por fim, a CBF deverá começar as conversas, no intuito de convencer o PSG.

As maiores decepções no início dos estaduais 8 jogos imperdíveis para curtir neste fim de semana! Saiba tudo sobre o UFL, novo game de futebol rival de FIFA e PES Os jogadores mais valiosos do futebol brasileiro