Luxemburgo recorda sobre sua saída do Real Madrid

Foto: Denis Doyle/Getty Images.

Em comentário ao programa Flow Sport Club, o treinador que hoje está sem clube recordou sobre a sua despedida do clube em dezembro de 2005:

“Vencemos o Getafe e Beckham foi expulso no primeiro tempo. Estávamos ganhando por 1 a 0 e aos 90 minutos, tirei o Ronaldo. Com um jogador a menos, o normal é fechar para ganhar. Os fãs pegaram seus lenços e começaram a protestar. Saí do campo, entrei no túnel, cheguei a um corredor. Florentino Pérez desceu da arquibancada e me encontrou lá. Ele disse: Senhor, o que aconteceu?”

Respondi que nada aconteceu. ‘Por que você trocou Ronaldo?’. Caramba, presidente, estamos ganhando o jogo. Não estou preocupado com os torcedores, estou preocupado com o Barcelona. Quero alcançá-los.

Na sequência da sua entrevista, ele falou que o presidente afirmou: “No Real Madrid temos que pensar no jogo e pensar nos torcedores. Eles pagam, nós temos capacidade total para todos os jogos, eles pagam para ver o show. Respondi: Presidente, deixa eu te falar uma coisa: eu não estou gostando muito disso, não. Eu não pedi para vir, você foi ao Brasil me contratar”.

No dia seguinte, apesar do seu aproveitamento acima dos 70%, ele acabou sendo demitido e hoje com a experiência de 16 anos a mais dentro dos gramados, Luxemburgo afirma que faria diferente e convidaria Florentino Pérez para uma conversa particular e não no saguão para todos verem.

Apesar disso, não se arrepende da carreira construída, pois logo retornou ao Brasil para se sagrar vencedor em equipes tradicionais como Atlético Mineiro, Flamengo, Santos e Palmeiras.

Os 10 melhores laterais brasileiros do FIFA 08 ESTRANHA! Relembre a primeira escalação de Jurgen Klopp pelo Liverpool em jogos oficiais SÓ CRAQUE! Os atacantes convocados pela Seleção Argentina nas últimas 10 Copas do Mundo Os números de Rodrigo Nestor em 2022