Zidane e os problemas com os centroavantes

Atualmente com três “noves” para a posição, o Real Madrid segue em busca de um destino para não sobrecarregar o plantel. Porém, o clube segue em buscando um reserva que faça sombra a Benzema, um problema que vem desde a primeira passagem de Zidane no Real Madrid. O francês assumiu o comando em janeiro de 2016, quando substituiu Rafa Benítez, e partir desse momento cinco centroavantes brigaram pela vaga.

Ser reserva de Karim Benzema não é fácil, o jogador entrega bastante em campo e não dá brecha para possíveis concorrentes. Borja Mayoral, Raúl de Tomás, Álvaro Morata, Mariano Díaz e Luka Jovic sabem muito bem como é isso. Dos cinco, dois permanecem no plantel e três saíram em busca de minutos.

A falta de confiança nos reservas por parte de Zidane é absoluta. Mayoral já saiu por empréstimo três vezes por falta de minutos, mesmo motivo que levou Mariano (uma vez), R.D.T e Morata para fora do clube. O centroavante que hoje atua pela Juventus, foi o que esteve mais próximo de ter sucesso. Na temporada 2016/2017, quando o técnico rodava bastante o elenco, Morata participou de 43 jogos, marcando 20 gols. Tal desempenho que fez o jogador rever se deveria continuar ou não no clube.

Foto: Getty Images

Resta1

Matheus Ramos

Estudante de jornalismo, amante do futebol espanhol, em especial do Real Madrid.