De volta ao time titular, Jean Mota tem indecisão no seu futuro

Com o terceiro cartão amarelo do meia Carlos Sánchez, o meia Jean Mota foi o escolhido para compor o meio campo, contra o Atlético Mineiro nesta quarta-feira às 19h00 no Mineirão, em partida váli da pela 26ª rodada no Campeonato Brasileiro. Após sua primeira vitória, o técnico Fábio Carille busca uma sequência positiva para distanciar do Z4, mas enfrenta o líder da competição, que tem 53 pontos, enquanto o Santos tem apenas 28.

Voltando ao time titular, Jean Mota ainda não sabe como será seu futuro no Santos. Com contrato até 30 de junho de 2022, a diretoria ainda não demonstrou se vai procurar renovar ou não o contrato com o meia de 27 anos. A partir do dia 30 de dezembro de 2021, Jean Mota já pode assinar pré-contrato para se transferir em julho, sem gerar receitas ao Santos.

Segundo o site Gazeta Esportiva, o jogador também não pensa em iniciar as conversas de renovação no momento. O jogador almeja uma transferência internacional, e a janela se abre em dezembro. Nesta temporada, o meia teve duas propostas do futebol turco, do Alanyaspor e Antalyaspor. Em ambos os casos, o Santos pediu a quantia de R$ 6,3 milhões, aproximadamente 1 milhão de euros, e as negociações não evoluiram.

O meia Jean Mota foi comprado junto ao Fortaleza em 2016 por US$ 800 mil, e vestindo a camiseta do Santos, disputou 256 jogos, anotou 20 gols e conquistou os prêmios individuais de Seleção, Artilharia e Craque do Campeonato Paulista de 2019. Na temporada de 2021, Jean Mota sempre esteve entre os titulares mesmo com as mudanças de técnicos.

(Foto: Ivan Storti / Santos FC)